Com os preços a descer os equipamentos portáteis de navegação estão cada vez mais na moda. As opções disponíveis no mercado português têm aumentado e o leque de preços e funcionalidades começa de facto a ser variado, como o TeK lhe tem dado conta.



A InfoPortugal é a opção nacional entre a oferta que o mercado veicula e um dos produtos que tem para oferecer é o NDrive GO G200 que o TeK testou. O equipamento aposta num conjunto de funcionalidades acessórias à navegação que potenciam o entretenimento em viagem: o leitor de música MP3, o leitor de livros digitais e a possibilidade ver fotos e vídeos. A experiência de utilização quer nesta, quer nas funções de navegação é potenciada pelo ecrã de 3,5 polegadas.



http://imgs.sapo.pt/gfx/432626.gif

No apoio à navegação o G200 põe à disposição do utilizador duas alternativas para definir o seu destino: pela introdução directa da morada ou pela pesquisa numa lista de locais de interesse que tem um leque alargado de locais onde se incluem igrejas, mosteiros, monumentos, etc. O guia Boa Cama Boa Mesa 2007 do Expresso incluído também é uma boa ajuda quando se está em viagem e procura sugestões para jantar ou dormir. Tudo com uma condução consciente que tem o auxílio da informação sobre radares de velocidade, também fornecida pelo sistema.



Ao nível do software incluído no pacote à venda por 200 euros, importa ainda referir que o G200 traz pré-carregados mapas docontinente e ilhas com um bom detalhe e complementado com descrições de 60 mil locais de interesse e 20 mil fotos.



http://imgs.sapo.pt/gfx/432627.gif


As funções complementares do equipamento, o cálculo rápido de percursos e o detalhe da informação são o que destacamos como principais pontos fortes do Go G200. A melhorar estão os pontos georeferenciados. Embora a cobertura do país seja satisfatória - pelo menos nas experiências que realizámos - ainda há algumas áreas negras.



Experimentámos por exemplo navegar até ao concelho de Benavente, que é uma das alternativas possíveis para o novo aeroporto e não encontrámos resposta no G200, que quando não tem detalhe de ruas para determinada localização também não calcula o percurso para a localidade, o que seria útil quando se tratam de pequenas localidades, onde chegar à placa que assinala o seu início é mesmo o mais difícil.



As coordenadas de navegação do G200, que pesa 200 gramas, estão disponíveis em oito línguas.



Cristina A. Ferreira

Notícias Relacionadas:

2007-06-22 - Montra TeK - Navegação assistida com sistemas GPS

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.