Deste valor, 5 milhões serão aplicados à promoção do empreendedorismo nas Tecnologias da Informação, sobretudo em escolas secundárias e universidades e com o principal objetivo de combater o medo de falhar que muitas vezes impede o lançamento de mais iniciativas empreendedoras.



Outros 10 milhões de euros servirão para apoiar quem já abraçou o empreendedorismo, através de serviços que possam facilitar e qualificar esses projetos. Visa sobretudo aceleradores, incubadoras, hubs, clusters e outras estruturas de apoio ao empreendedorismo.



A call para apresentação de propostas está aberta desde o passado dia 11 de dezembro e prolonga-se até 23 de abril de 2014, sendo uma das ações previstas no programa Startup Europa. Há duas áreas elegíveis: iniciativas que desenvolvam novos serviços para empreendedores na Europa, numa lógica de ligação entre ecossistemas e estruturas locais de apoio a esta dinâmica.



A segunda área elegível garante financiamento para ações que dinamizem e ajudem a promover as plataformas de apoio ao empreendedorismo e os serviços que estas oferecem.



Em comunicado, a CE explica que o objetivo da medida é criar condições para transformar a cultura empreendedora na Europa, dando aos estudantes a confiança, competências e apoio necessário para lançarem os seus próprios negócios e transformarem as startups lançadas na Europa em projetos globais.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.