O consórcio BlockStart quer apoiar startups e programadores na área do blockchain. Os projetos que desenvolvam soluções para o retalho, fintech e TIC que tenham por base a tecnologia podem candidatar-se à primeira chamada do programa liderado pela Bright Pixel em parceria com a F6S e a consultora CIVITT. Os 20 candidatos selecionados terão a oportunidade de receber até 20 mil euros em financiamento, equity free, mentoria e ainda a possibilidade de fazer pilotos comerciais.

As startups e os programadores que desenvolvam soluções baseadas em blockchain podem candidatar-se até 10 de fevereiro na página na BlockStart. Os 20 projetos selecionados vão ser apresentados durante o Pixels Camp, aquele que é considerado como o maior hackathon português, entre 26 e 28 de março de 2020.

Pixels Camp: Está aberta a “caça” à criatividade e talento no maior hackaton português
Pixels Camp: Está aberta a “caça” à criatividade e talento no maior hackaton português
Ver artigo

Ao longo dos dois próximos anos, a Block Start pretende fazer ainda mais duas chamadas para a sua iniciativa. O projeto europeu posto em prática pelo consórcio tem cerca de 800 mil euros para apoiar 60 empreendedores e 60 PMEs, tendo em vista promover boas práticas de utilização desta tecnologia através de workshops, conferências e relatórios.

Para Celso Martinho, cofundador e CEO da Bright Pixel, citado em comunicado à imprensa, esta é uma iniciativa ambiciosa. O consórcio acredita que “este modelo de validação do mercado irá permitir a muitos projetos crescerem e melhorarem mais rapidamente, promovendo, por consequência, uma mais rápida adoção da tecnologia blockchain pelas empresas”, afirma o responsável.

Bright Pixel chama a bordo as 10 melhores startups de blockchain durante o Web Summit
Bright Pixel chama a bordo as 10 melhores startups de blockchain durante o Web Summit
Ver artigo

Na edição de 2019 do Web Summit, a FlowPay, uma startup italiana que desenvolveu um sistema de faturação inteligente para a gestão automática do fluxo de caixa e de pagamentos, foi uma das pré-selecionadas para integrar a primeira chamada para o projeto.

Lançado em setembro do ano passado, o BlockStart nasceu com a missão de ajudar as pequenas e médias empresas a conhecerem o potencial da tecnologia de blockchain, de forma a implementarem soluções inovadoras desenvolvidas por programadores e startups. A Bright Pixel assume-se como a líder do consórcio deste projeto europeu, para impulsionar a adoção de uma tecnologia em que a empresa tem desenvolvido projetos e a investir, contando também com a F6S e a consultora CIVITT enquanto parceiros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.