A escola de programação francesa 42 chegou a Lisboa a 27 de julho e, duas semanas depois de as inscrições abrirem, foram registadas mais de 2.400 candidaturas, com 30% a serem realizadas por mulheres. Os 150 primeiros alunos vão ser selecionados entre outubro de 2020 e janeiro de 2021. As aulas na 42 Lisboa vão começar oficialmente em fevereiro de 2021 numa antiga tipografia na freguesia de Penha de França.

Criada em 2013 pelo empresário francês Xavier Niel, a 42 conta com mais de 20 campus em todo o mundo e apresenta um novo conceito de aprendizagem gamificada fora dos moldes tradicionais. Nela não existem horários, nem professores e as aulas baseiam-se em projetos entre os estudantes numa escola que está sempre aberta.

As candidaturas estão abertas a todas as pessoas que tenham mais de 17 anos, independentemente do seu passado académico, experiência no mundo da programação e até mesmo da sua capacidade económica. Uma vez que a 42 é financiada por mecenas, o programa é gratuito para os alunos.

Em Portugal, a 42 é financiada pelo Banco Santander, pela Vanguard Properties e pela empresária Ming C. Hsu, contando também com a parceria da bi4all, do empresário Luís Amaral, da família Alves Ribeiro e da Fundação José Neves como Education Partner.

Como funciona o processo de candidatura à 42 Lisboa?

Ao todo, o rigoroso processo de seleção da 42 é composto por quatro etapas que têm em vista a avaliação do raciocínio lógico, da determinação, da capacidade de resolver problemas sob pressão e de trabalhar em equipa.

Depois de se inscrever na plataforma da escola de programação, os candidatos têm de realizar dois testes online, o primeiro de quatro minutos e o segundo de duas horas. Depois de 48 horas, ficarão a saber se passaram à fase seguinte. Em comunicado, a 42 Lisboa avança que, até agora, cerca de 400 dos mais de 2.400 candidatos completaram com sucesso os testes online.

Segue-se a participação no Check-in, um evento em que os candidatos visitam o campus da 42 Lisboa para conhecerem a equipa da escola e outros futuros participantes. A fase tem como objetivo ajudá-los a conhecer a cultura da 42 e a esclarecer quaisquer dúvidas.

É neste momento que os candidatos vão decidir se querem, ou não, prosseguir no processo de seleção. Serão disponibilizadas várias as datas de Check-In ao longo do ano, para que cada candidato possa participar na data que lhe é mais conveniente.

Por fim, surge a “Piscine”: um bootcamp intensivo de quatro semanas no campus da 42 Lisboa. Aqui, os candidatos vão ter de superar desafios em conjunto e conhecer as bases da programação. Quem conseguir aprender a “nadar” torna-se num dos 150 alunos da escola. De acordo com a 42 Lisboa, já agendadas as três primeiras “Piscines” para outubro e novembro de 2020 e para janeiro de 2021.

Uma vez selecionados, os alunos têm um período máximo de cinco anos para completar os 21 níveis do programa. A 42 elucida que, em média, os estudantes conseguem concluir o programa em três anos e maio, incluindo dois períodos de estágio de quatro a seis meses.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.