[caption]Nome imagem[/caption]
Num ano recheado de temas polémicos, de grandes apresentações de produtos, de solidificação de tecnologias e do aparecimento de novas tendências, as consolas de nova geração conseguiram "minar" todo o ano de 2013. Cada informação que se ia descobrindo, antes da introdução oficial das máquinas de jogo, conseguia ombrear com a máquina de rumores criada por outros gadgets como o iPhone e o Nexus.

Afinal, está-se a falar numa das maiores indústrias do entretenimento, conseguindo superar em determinados pontos a própria indústria cinematográfica.

Apresentada no final de 2012, foi em 2013 que a Nintendo Wii U mostrou ao mundo o que valia, tanto em características únicas como o GamePad, como na qualidade de jogos como Super Mario 3D World, Wii Fit U e Rayman Legends. No TeK o ano começou justamente com a análise à consola.

Enquanto se ia discutindo o que é que a Nintendo tinha feito de bem e de mal na sucessora da muito bem sucedida Wii, muitos já tinham a cabeça na nova PlayStation e na nova Xbox.

Em fevereiro lá chegou a PlayStation 4. Integração social, integração com a mobilidade e possibilidade de jogo através da cloud foram as grandes vantagens que a Sony proclamou para a sua nova consola. Mas a mensagem principal foi a de que a PS4 é dedicada aos jogadores.

A mensagem parece ter sido passada com sucesso já que o sistema de jogo da tecnológica japonesa vendeu um milhão de unidades em 24 horas, tendo vendido outro milhão de unidades nos dias seguintes.

Apesar de em Portugal a PlayStation ter uma quota de mercado superior a 60%, desengane-se quem pensa que o título de melhor consola já está entregue. Ao mercado nacional a Xbox One ainda não tem data de chegada, mas lá fora também está a arrebatar corações: igualmente um milhão de unidades nas primeiras 24 horas, outro milhão nos dias que se seguiram.

A nova consola da Microsoft foi apresentada em maio e apesar de apresentar uma potência gráfica em tudo semelhante à da PS, passou uma mensagem mais centrada na missão de ser um centro multimédia e de entretenimento. Enquanto as novas funcionalidades da PlayStation estão relacionadas com o jogo, as da Xbox estão mais viradas para a televisão digital e para as capacidades multitarefa.

O Kinect também vai jogar muito a favor da Xbox, já que está mais preciso e capaz do que nunca.

No final quem pode fazer pender a balança serão os estúdios de produção, a qualidade dos jogos e a capacidade de atrair exclusivos. O apoio aos developers independentes também vai assumir uma importância acrescida.

O ano de 2013 também ficou marcado por um elemento de destaque: o facto de a Wii U só ter começado a ser bajulada por muitas publicações depois das análises feitas à PlayStation 4 e Xbox One. Já se sabe que a longo prazo a consola da Nintendo não vai conseguir competir ao mesmo nível que as máquinas rivais, mas no momento, no agora, a Wii U tem argumentos suficientes para igualar e até suplantar em alguns pontos a PS4 e a Xbox One. Mas o contrário também acontece.

Enquanto não se sabe qual a consola que vai sair vencedora desta nova geração, sabe-se pelo menos uma coisa: as consolas aproximaram-se como nunca dos PC, sobretudo a nível de especificações técnicas. Mas ao mesmo tempo distanciaram-se dos computadores, ao apresentarem características únicas para o gaming.

Apesar de esta revisão ser dedicada às consolas de nova geração, é preciso recordar também o que aconteceu nas consolas portáteis e no gaming casual, que foi ainda mais dominado pelos dispositivos móveis como smartphones de grandes dimensões e tablets cada vez mais levez e "agarráveis".

Nvidia Shield, PlayStation Vita TV, Ouya, Nintendo 2DS são exemplos de como as grandes marcas estão a combater o jogo mobile. E perguntem à King se o sucesso Candy Crush não trouxe rios de dinheiro à empresa.

Mas a coroa, essa, tem que ir para Grand Theft Auto V. Sem dúvida um dos lançamentos do ano, situação coroada com os sete recordes atribuídos pelo Guiness.

Em 2013 ficou-se também a saber que Portugal está entre os países que mais pirataria de jogos faz, que as vendas digitais já superam as vendas físicas e que existem empresas tecnológicas como a Google e a Amazon que podem estar a preparar consolas próprias.

Tendências que prometem um ano de 2014 animado no segmento do gaming.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.