Começou hoje em Los Angeles (EUA) aquela que é considerada a maior feira de videojogos do mundo, a E3. Embora as portas ainda tenham aberto há pouco, as apresentações de alguns dos principais nomes do entretenimento já tiveram lugar. E também não faltam produtos divulgados a título de "antecipação".

De novos comandos, às habituais edições especiais dos dispositivos, integração com outros serviços e parcerias com terceiros para criação de hardware compatível com as consolas são alguns dos anúncios que agora passamos em revista.

Uma das primeiras a levantar o véu sobre aquilo que podemos esperar ao longo deste ano foi a Nintendo, cuja conferência de imprensa só acontece lá mais para o final do dia, mas que já ontem fez questão de detalhar mais algumas características do novo controlador da consola Wii U, como o TeK escreveu.

Além do popular comando, com chegada ao mercado prevista para o final do ano, apresentou outro controlador, sem fios, de formato mais convencional, e uma rede social para utilizadores da nova consola a que estes também poderão aceder a partir do telefone ou de um tablet (com ligação à Internet).

Denomiada MiiVerse, o serviço permite a interação - através de um reformulado Mii Plaza ou de troca de mensagens instantâneas (chat) - entre os avatares (Mii) dos utilizadores da Wii U.

Falou-se ainda do Mii Wara Wara um sistema, ainda em desenvolvimento, que reúne a lista de amigos, além dos jogadores que falam uma mesma língua e que estão a jogar um determinado jogo. O acesso a esta funcionalidade será feito a partir do menu da consola e do ecrã do comando. Preços e datas de lançamento das novidades continuam por saber, sendo esperado que a revelação aconteça durante a conferência - que poderá ser acompanhada aqui.

Quem não esteve para fazer esperar mais os fãs foi a Sony, que mostrou já hoje tudo o que tem andado a preparar. De novos títulos para a consola portátil que lançou no início do ano, a PlayStation Vita, e para a PlayStation, a controladores que tiram partido do sistema de reconhecimento de gestos ou mesmo uma espécie de livro interativo, que se estreia com um jogo inspirado no universo de Harry Potter e criado em colaboração com a autora dos livros.

O dispositivo, desenvolvido pela London Studio (equipa responsável pelo EyeToy e EyePet), tira partido dos sensores de movimento do Move e da realidade aumentada para "trazer vida às histórias", escreve a Sony, no blog oficial da PlayStation, onde lhe é dedicado um post.

O primeiro título criado para o Winderbook chama-se Book of Spells, e é assinado também pelo London Studio, com a ajuda de J.K. Rowling.

Ainda em matéria de controladores merece ainda destaque o volante que vem integrar a família Move, funcionando como uma doca para o comando de movimentos da PS3, e abrindo novas possibilidades aos títulos de corridas lá mais para o final do ano (pelo menos nos Estados Unidos), por um preço que ronda os 40 dólares.

[caption][/caption]

Na lista de títulos suportados pelo novo brinquedo estão, por exemplo, o Little Big Planet Karting, o Gran Turismo 5, Need for Speed: Hot Pursuit, BurnOut Paradise ou MotorStorm Apocalypse.

Já que falamos em títulos, vale a pena saber que está garantido o lançamento do Call of Duty para a PS Vita, assim como do Assassin's Creed III: Liberation, que chega com uma nova edição da consola portátil, em "crystal white". Assassin's Creed estará também disponível para a PS3.

A nova consola portátil pasasrá também a contar com versões de clássicos como Tomb Raider e Final Fantasy.

Tem sido também especial objeto de destaque a parceria anunciada entre a Sony e a HTC. A fabricante de Taiwan vai passar a fabricar telefones certificados para a PlayStation Suite - novo nome para a PlayStation Mobile.

A plataforma para desenvolvimento, distribuição e execução de jogos em dispositivos móveis Android vai fazer com que os utilizadores dos telemóveis da marca adaptados para o efeito possam ter acesso a conteúdos da PlayStation nos telefones.
O HTC One foi mencionado como exemplo de um modelo da fabricante a incluir a possibilidade, afirmando-se como o primeiro telemóvel de uma marca que não a Sony a contar com a funcionalidade.

[caption][/caption]

Quem também está a apostar na integração de plataformas, nomeadamente ao nível dos dispositivos móveis é a Microsoft, que decidiu "levar o ecrã" da Xbox 360 para outros equipamentos que não a consola de entretenimento doméstico.

A novidade chama-se Xbox Smart Glass e tira partido dos ecrãs táteis de dispositivos como smartphones e tablets (Windows 8, Android, ou iOS) para facilitar o controlo de conteúdos de média (vídeo e som) na consola, permitindo acionar a reprodução dos mesmos na TV, computadores com Windows 8 ou equipamentos portáteis.

[caption]Nome da imagem[/caption]

A funcionalidade, destinada a utilizadores do serviço Xbox Live, tem também como objetivo facilitar a utilização da consola para outras atividades que não apenas jogar, algo em que a empresa tem vindo a apostar mas em que não se estará a sair particularmente bem, como a própria admitiu na conferência.

Durante a apresentação, a marca anunciou a disponibilização do Internet Explorer na consola, a contar também com a "ajuda" desta nova aplicação, como o TeK explicou esta manhã.

No campo dos jogos, a empresa aproveitou para revelar algumas imagens de Halo 4, Splinter Cell: Blacklist, Madden NFL '13 e FIFA '13. Os dois últimos vão passar a suportar interação com o Kinect, que vai permitir mudar de jogadores durante uma partida recorrendo a comandos de voz, e sem ter de interromper o jogo.

Na lista de títulos com lançamento anunciado estão ainda Gears of War Judgement, Forza Horizon, e novas edições do Dance Central e Call of Duty.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.