Interatividade, música e cinema são as três áreas em grande destaque no South by Southwest, um festival que na verdade são vários e que ao longo dos anos se tem também conseguido afirmar como um evento com forte componente tecnológica.



A prová-lo está o facto de alguns dos serviços mais populares da Internet terem sido lançados ou mostrados pela primeira vez neste certame, que anualmente invade Austin no Texas, desde 1987. É o caso do Twitter em 2007 ou do Foursquare em 2009.



Esta componente tecnológica do evento passou a ter um peso tão grande no festival que terá sido um dos contributos para lhe mudar o perfil e fazer do SXSW algo que hoje muitos têm dificuldade em definir.



O que também não é fácil é perceber em que áreas estão as maiores novidades, ou quais acolhem as conferências e os eventos mais interessantes de tão recheada que é a agenda entre 8 e 17 de março.



Na tecnologia não apareceram, pelo menos até à data novidades do porte das reveladas em anos anteriores, mas o evento já produziu apresentações interessantes.



A Leap Motion e a sua tecnologia 3D de reconhecimento de gestos é uma das empresas a conquistar a atenção de quem passa pelo evento, a avaliar pela informação disponibilizada pelos sites de tecnologia norte-americanos.



A tecnologia só chega ao mercado daqui por um mês mas desde que a apresentou pela primeira vez, em maio do ano passado, a empresa tem conseguido atenção mediática e até já firmou algumas parcerias que irão facilitar a distribuição. O vídeo de apresentação (que pode ver abaixo) somou rapidamente sete milhões de visualizações.



Garante a Leap que a sua tecnologia é 200 vezes mais precisa que o Kinect da Xbox, conseguindo registar imagens a 290 frames por segundo. Tira partido de um campo de visão de 150 graus e permite distinguir uma mão ou os 10 dedos.



O Leap Motion Controller chega às lojas norte-americanas a 13 de maio e vai custar 79,99 dólares. Entretanto cerca de 12 mil dispositivos foram distribuídos pela marca a programadores, que têm vindo a desenvolver apps compatíveis com a tecnologia. É também já conhecida uma parceria com a Asus que juntará o Leap Motion Controller a dispositivos da marca. Numa fase posterior a marca também prevê a integração de fábrica da tecnologia em alguns dispositivos all-in-one e de notebooks.




Outra tendência do momento que também garante destaque no SXSW é a impressão 3D. Uma das novidades apresentadas nessa área é da responsabilidade da MakerBot, que levou a Austin um novo scanner para digitalizar objetos físicos e facilitar a sua impressão em 3D. A tecnologia cria um ficheiro digital de um determinado objeto, sem necessidade de utilização de qualquer software específico para trabalhar a imagem.



A fabricante já tem no mercado uma oferta de impressoras 3D que agora quer complementar com esta novidade. O MakerBot Digitizer Desktop 3D Scanner nesta fase é ainda um protótipo que levará algum tempo para chegar ao mercado.

[caption]MakerBot[/caption]

A Google também já conseguiu dar as vistas no SXSW. Está a dar que falar um vídeo apresentado em Austin e que mostra as potencialidades de uns ténis inteligentes, para já em conceito.
O conceito é o resultado de uma parceria entre a empresa de Internet, o artista Zach Lieberman e a agência YesYesNo.



Os ténis que "falam e escrevem" mensagens nas redes sociais integram acelerómetro, giroscópio e ligação Bluetooth e permitem criar comentários de forma automática para publicar nas redes sociais ou anunciar em alta voz graças a um altifalante integrado nos sapatos. Pode vê-los em ação aqui:





Vale a pena sublinhar que a Google é também a protagonista de um projeto que tem dado que falar: os Google Glasses ainda não uma realidade e a expectativa em torno do gadget já é elevada. Também já falámos deles aqui no teK.



Por Austin também anda a portuguesa Wishareit, uma startup que desenvolveu uma plataforma para ajudar as pessoas a encontrar, recomendar e receber os presentes mais adequados a gostos e necessidades, numa lógica de colaboração. A empresa portuguesa foi a mais votada na AngelList, uma rede social dirigida a startups, que é uma referência em todo o mundo e que reúne mais de 11 mil investidores.



A empresa colocou o projeto à avaliação dos membros da rede e foi a mais votada, ganhou acesso direto a um dos muitos eventos que fazem a agenda paralela do festival, o SXSW VC 2013. Esta oportunidade para apresentar o negócio a uma comunidade de investidores aconteceu a 9 de março.



A tecnológica nacional ia à procura de capital para promover a expansão mundial do projeto e a entrada em alguns mercados definidos como prioritários, onde se encontram países como o Reino Unido e os EUA. A primeira aposta internacional da empresa portuguesa foi no Brasil, onde se lançou já em fevereiro.



Não é uma novidade, mas não deixa de ser uma componente interessante do SXSW. Este ano volta a estar disponível a música tocada pelos artistas que passam pelo festival. À espera de quem tenha interesse em ouvir estão 1.210 faixas de música, em 7,39 GB de informação disponíveis via torrent. As listas não são oficiais, mas também não são ilegais. Podem ser "consumidas" sem receios. Para além das faixas disponibilizadas este ano, há todo um histórico que acumula conteúdos desde que a iniciativa se estreou, em 2005.




Novas aplicações também têm conseguido algum destaque no SXSW. As opções são diversas e para vários gostos. Os criadores de Bang with Friends estão por lá e apresentaram uma versão Bang with SXSW, que tem conseguido algum destaque na imprensa, mesmo que não chegue ao sucesso do original. Bang with friends é uma espécie de rede social para encontrar par que foi lançada no fim de janeiro e desde então angariou 750 mil utilizadores e juntou 180 mil utilizadores.


Uma estreia sem antecedentes foi a de The Hater, que é mostrada pela primeira vez e que pode ser apresentada como uma muleta para desabafos menos simpáticos. É a aplicação certa para quem odeia algo e quer partilhar esse sentimento com o mundo.



Pessoas, locais, eventos ou o tempo são algumas das coisas que podem adiar-se por aqui. A lógica é a de comunidade, mas ao contrário do que fazem muitas redes sociais a afinidade que aqui se procura explorar não está nos gostos comuns mas nos ódios de estimação.

[caption]The Hater[/caption]

Fechamos por aqui a viagem a Austin, não sem antes deixar espaço na caixa de comentários para receber mais notas de destaques interessantes desta edição 2013 da SXSW. Outra coisa que também não podemos deixar de fazer é falar numa das presenças mais mediáticas do evento até agora. Não, não é a cantora Selena Gomez que também por lá passou. É um gato.



O Mashable levou o Grumpy Cat e a ideia foi um sucesso, com centenas de pessoas a fazerem fila para tirar uma foto com o protagonista de um dos memes de maior sucesso dos últimos tempos na Internet.



Pode parecer estranho tanto interesse, mas na verdade não é todos os dias que se pode aparecer junto de um gato com mais de um milhão de seguidores no Twiiter.

[caption]Grumpy Cat[/caption]

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.