Segundo consta, o espaço comercial de 30 segundos no intervalo da grande final da liga profissional de futebol americano chegou a ser vendido por mais de 4 milhões de dólares (133,3 mil dólares por segundo), face a uma média de 3,5 milhões em 2013.

O preço dos anúncios para o intervalo do Super Bowl aumentou 42% desde 2004, quando cada 30 segundos eram vendidos por 2,3 milhões de dólares, segundo as contas do The Wall Street Journal.

Já de acordo com uma análise da Forbes, a marca do Super Bowl está avaliada em 464 milhões de dólares, quase o triplo do valor da marca do Mundial de Futebol, situada nos 160 milhões de dólares.

Este ano o encontro entre o Denver Broncos e o Seattle Seahawks e as presenças de Bruno Mars e os Red Hot Chili Peppers durante o intervalo terão contado com uma audiência de mais de 100 milhões de espetadores, apenas nos Estados Unidos, a que se acrescentam mais alguns milhões dispersos pelo resto do mundo.

Tendo em conta todo o potencial de assistência, os anunciantes investem tempo e dinheiro em anúncio que se pretendem super criativos, na tentativa de causar impacto não só naquele momento, mas posteriormente, nos diferentes media sociais.

Arnold Schwarzenegger, Scarlett Johansson e David Beckham estão entre as estrelas contratadas este ano pelos anunciantes para promoverem marcas como Doritos, Kia, Toyota, Audi e M&M.

Entre os anunciantes contaram-se igualmente vários ligados à área das tecnologias, que dispenderam de 4 milhões de dólares por cada 30 segundos para promoverem as suas marcas e serviços.

A gigante da informática Microsoft foi um deles, com um anúncio de pouco mais de um minuto, onde mostra o potencial das suas tecnologias em diferentes áreas.

Ellen DeGeneres é a protagonista de um anúncio do BeatsMusic, sugerido como o serviço de streaming de música ideal para os "moves" com que a atriz e apresentadora costuma presentear a assistência do seu programa de televisão.

A publicidade da T-Mobile sugere a "morte aos contratos de longo termo" nos Estados Unidos e garante que ninguém na operadora bebeu mais de quatro margueritas para propôr pagar os custos a quem quiser mudar de prestador de serviço.

A empresa para a criação de sites Squarespace ecidiu alertar para a confusão em que a Web se encontra, com um não menos confuso anúncio, segundo as critícas.

Dentro da mesma àrea de negócio, a GoDaddy oferece mais informação sobre os serviços prestados, num "musculado" anúncio denominado Bodybuilder.

Já a GoPro consegue estar entre os anúncios para o Super Bowl mais virais, permitindo que o mundo possa reviver o salto de Felix Baumgartner do limite do espaço para a Terra, testemunhado pelas câmaras da marca.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.