A edição de 2010 da Semana Europeia da Mobilidade teve lugar, entre o dia 16 e 22 do corrente, em mais de 2.000 cidades europeias, portuguesas incluídas. Apoiada pela União Internacional de Transportes Públicos (UITP), a iniciativa tem como objectivo levar os cidadãos a repensar os seus hábitos de transporte.

Um conjunto alargado de iniciativas pretenderam promover opções sustentáveis e de mobilidade activa, tais como caminhar, andar de bicicleta e de transportes públicos, como meio de resolução da inactividade física, do excesso de peso e da obesidade, diminuir os acidentes de viação e contribuir para o bem-estar físico e mental dos cidadãos.

A UITP, defensora global dos transportes públicos e da mobilidade sustentável, salienta que o transporte público contribui para a melhoria do ambiente e da saúde, melhorando a qualidade de vida nas cidades e ajudando as pessoas a "viver melhor".

[caption][/caption]

O conjunto de iniciativas que pretenderam assinalar mais uma Semana da Mobilidade incluiu também alguns anúncios que ligam a mobilidade sustentável com a inovação. A Carris apresentou o Net Bus, um serviço que disponibiliza acesso à Internet em 30 autocarros da empresa alocados às carreiras 36 e 745.

[caption][/caption]

Para utilizar o novo serviço Carris Net Bus os passageiros devem seleccionar no seu telemóvel ou no computador a rede Carris-TMN. O operador móvel é parceiro da empresa de transportes nesta iniciativa, estando a seu cargo o serviço de acesso à Internet.

A TMN está igualmente envolvida num outro projecto na área dos transportes, o Mobile Ticketing, que voltou a estar em destaque durante a Semana da Mobilidade - e também em exposição no Portugal Tecnológico.

Além da TMN, a iniciativa junta Vodafone e Optimus e a Oberthur Technologies - empresa fornecedora de cartões Lisboa Viva e de cartões para telemóveis -, em parceria com a OTLIS - Operadores de Transportes da Área Metropolitana de Lisboa, e visa a disponibilização de títulos de transporte através do telemóvel.

A fase de testes do Mobile Ticketing já arrancou, funcionando apenas no Metropolitano de Lisboa e em exclusivo para um grupo de participantes pré-seleccionado. Os participantes do piloto utilizam, para o efeito, um telemóvel com a tecnologia NFC (Near Field Communication), com um cartão SIM onde estão guardados os bilhetes e passes.

Aguarda-se agora que a fase de testes seja alargada a outros operadores de transportes públicos da Área Metropolitana de Lisboa, designadamente a Carris e a CP, mas têm ocorrido alguns impedimentos que têm atrasado a implementação deste projecto, tais como a falta de terminais NFC no mercado.

Durante os anos de 2009 e 2010 decorreram negociações com os operadores de telecomunicações móveis, com a Oberthur e com alguns fabricantes de telemóveis, tais como a Samsung, para tornar possível a implementação deste projecto. Está previsto para 2011 o lançamento destes terminais por alguns fabricantes, o que permitirá efectuar alguns avanços.

Quando Mobile Ticketing for comercialmente lançado, os clientes das operadoras móveis vão poder comprar e carregar o seu título de transporte no próprio telemóvel, num qualquer posto de venda do operador.

O acesso ao transporte público será feito encostando o telemóvel (em substituição dos cartões Lisboa Viva e VivaViagem) ao validador ou porta de acesso ao cais de embarque. A utilização do telemóvel para aceder ao transporte público será possível mesmo quando o próprio telefone tem a bateria descarregada.

Enquanto isso não acontece, vão surgindo outras ofertas que, embora mais tradicionais, também pretendem atrair a atenção dos cidadãos para o uso do transporte público. É o caso do futuro sistema de tarifário integrado, o Sistema VIVA ou Park & Ride. Este tarifário destina-se aos utilizadores de parques de estacionamento periféricos e da rede de transportes colectivos de Lisboa.

Trata-se de um novo sistema que passará a integrar um título de estacionamento e de transporte, podendo ser usufruído no cartão Lisboa Viva ou Viva Viagem/ 7 Colinas. O Sistema Viva dirige-se aos utilizadores que estacionem os seus veículos nos parques de estacionamento da EMEL e da EMPARK e que utilizem as redes de transportes públicos do Metro ou da Carris.

[caption][/caption]

Entre as iniciativas criadas nos últimos tempos em Portugal para promover e tornar mais agradável o uso do transporte público fica como último exemplo o SAEIP da Carris, um sistema que permite informar os passageiros, em tempo real, do tempo de espera para determinada carreira.

[caption][/caption]

Além dos painéis electrónicos, este serviço permite conhecer os horários reais de passagem dos veículos nas paragens, tanto por SMS como por email.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.