O projeto Byteboard foi criado dentre da Área 120 da Google, onde nascem os projetos experimentais, e o objetivo é reformular a experiência da entrevista técnica para torná-la mais eficaz e equitativa para todos, avaliando as capacidades de engenharia que são realmente usadas e evitando outros processos menos eficientes de seleção.

Os investigadores fizeram uma pesquisa a mais de 2.500 engenheiros de software e perceberam que quase metade dos entrevistados passou mais de 15 horas a estudar para suas entrevistas técnicas. E, muitas vezes as entrevistas acabaram por ser focadas em outras capacidades que não são tão relevantes.

No Byteboard foi dado um passo em frente para avaliar a competência técnica, permitindo aos candidatos trabalhar num projeto e na implementação de um problema do mundo real e num ambiente de programação também real, sem testes teóricos.

O site replica uma entrevista que avalia habilidades como resolução de problemas, conhecimento de ciências da computação relacionadas a funções, fluência de código, mentalidade de crescimento e interação interpessoal. Os avaliadores são treinados para rever objetivamente cada entrevista anónima, identificando as competências de engenharia que são convertidas num perfil para cada candidato, usando uma identificação clara e bem definida dos pontos fortes e fracos de cada um.

O serviço inclui o desenvolvimento, a administração e a avaliação das entrevistas, permitindo que as empresas se concentrem em encontrar mais candidatos potenciais face a face e aumentar o número de candidatos que podem entrevistar.

Byteboard

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.