http://imgs.sapo.pt/gfx/499117.gif

É possível pegar nos cadernos de anotações de Einstein de uma estante e lê-los ainda hoje, mas daqui a 50 anos é provável que a maior parte dos “escritos” de Stephen Hawking só existam em formato digital, e talvez não haja forma de os ler. Foi com base neste tipo de preocupações que nasceu o Planet.

O projecto, co-financiado pela União Europeia, pretendeu assegurar a leitura de dados de tecnologias extintas às gerações futuras e conheceu recentemente o seu derradeiro capítulo: o depósito daquilo a que convencionou chamar-se “genoma digital” num cofre-forte suiço.

A caixa selada com as chaves para decifrar formatos digitais extintos ficará trancada pelos próximos 25 anos, protegida por uma porta de 3,5 toneladas, suficientemente forte para resistir a um ataque nuclear contra as instalações, conhecidas como "o Fort Knox suíço."

Os contornos do projecto, objectivos e parceiros deste projecto europeu podem ser conhecidos a partir do endereço www.planets-project.eu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.