As hipóteses do futuro impacto de um asteroide existem e NASA e ESA e outras agencias espaciais, assim como organizações e instituições cientificas, querem estar preparadas caso a possibilidade “vire” realidade.

É por isso que a cada dois anos organizam a Planetary Defense Conference, onde peritos de diferentes partes do mundo se juntam para simular todo um cenário em que há um asteroide em rota de colisão com a Terra.

O exercício de 2019 está em curso até 3 de maio com vários contornos devidamente “fundamentados". O objetivo durante a semana é que os participantes, nos seus papeis de “Governo nacional”, “agência espacial”, “astrónomo” e “gabinete de proteção civil”, analisem possíveis respostas à medida que a situação for evoluindo diariamente.

As decisões perante este cenário hipotético vão poder ser acompanhadas online através da conta @esaoperations no Twitter.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.