Investigadores da Universidade de St. Andrews, no Reino Unido, criaram uma membrana flexível capaz de dotar os olhos humanos de visão a laser, embora até ao momento só tenha sido testada em olhos de vacas, para verificar por quanto tempo se mantém funcional.

De acordo com os investigadores, os componentes ativos do laser são semicondutores orgânicos que podem ser “colados” em superfícies flexíveis. O dispositivo aproxima-se dos limites ideais em peso e espessura específicos, além de uma mecânica excecional.

Esta espécie de etiqueta pode ser aplicada em superfícies como lentes de contacto, para ler códigos de barras, ou em dinheiro em notas, para verificar a sua autenticidade ou como recurso de segurança, entre outras utilizações.

Pode saber mais sobre a investigação através deste link do artigo publicado na revista Nature.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.