O projecto The Plastic Tide consiste na captação de imagens com lixo de plástico conseguidas através de drones e a partir das quais um computador será programado para reconhecer e distinguir os vários tipos de objetos, que podem ir desde redes de pesca a sacos.

A monitorização, além de dar a conhecer a localização dos resíduos, também vai permitir saber a sua origem bem como as empresas que os fabricaram. Essa informação pode ajudar a perceber quais são os sectores mais impactantes no ambiente.

De forma a construir um sistema que possa mostrar quase em tempo real a maneira como os plásticos se espalham, a iniciativa conta com a contribuição de cidadãos voluntários através do envio de imagens de vários pontos do mundo. Desta forma esperam reunir a maior quantidade possível de informação a inserir no computador.

"A curto prazo, esta ideia pode ser usada para ajudar a organizar ações de limpeza ao alertar os cidadãos para as zonas com maiores impactos, tanto para a vida humana, como para os ecossistemas marinhos e para as aves", afirma Peter Kohler, o fundador do projeto.

A iniciativa já atraiu muitos simpatizantes que estão a enviar as suas fotografias, mas também a juntar-se para recolher lixo nas praias e nas costas. Através do site também pode ajudar a treinar o algoritmo a descobrir plásticos e lixo em imagens de praias.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.