O Teachable Machine começou em 2018 como uma experiência da Google, mas agora já vai na segunda versão, com mais funcionalidades. Primeiro a ideia era que o utilizador ajudasse a treinar as máquinas, mas evoluiu e já permite treinar o computador a reconhecer as imagens, sons e poses e exportar o resultado.

Não é preciso ter conhecimento de programação, porque não tem de escrever nenhuma linha de código. A ideia é fazer tudo em três passos: recolher, treinar e exportar.

Esta é a fase essencial se quiser usar o modelo de machine learning no seu site, app ou qualquer outro projeto.

A ferramenta já está a ser usada em várias iniciativas de desenvolvimento de aplicações para pessoas com deficiência, mas também no ensino de inteligência artificial.

Para começar pode ver os tuturiais que existem sobre a utilização do Teachable Machine no site, ou planos de aulas com o MIT Media Lab, e conhecer alguns projetos já implementados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.