A UPTEC (Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto) ajustou o seu posicionamento em 2018 e pretende aproximar a academia à indústria através de novas iniciativas e programas. O objetivo é encurtar a distância entre as grandes empresas e as startups, mas igualmente triangular com a presença da Universidade, como refere Clara Gonçalves, diretora executiva da UPTEC em comunicado. Nesse sentido, pretende trazer grandes players para o espaço de ensino.

Para marcar o seu novo posicionamento, a instituição pretende também redefinir a sua comunicação digital, mudando também as designações dos centros UPTEC. Dessa forma, o website que foi relançado pretende ser a casa de partida, demarcando-se pelo seu design “mais arrojado e menos institucional”, para se aproximar dos criativos e tecnologia.

A mudança do nome dos centros UPTEC pretende refletir o seu contexto geográfico, em detrimento das áreas de atuação das empresas. Isto porque cada centro será potenciado pelo contexto que o rodeia, refere o comunicado.

Os novos nomes dos centros da UPTEC são: UPTEC Asprela I (antiga UPTEC TECH), UPTEC Asprela II (antigo Centro de Inovação), UPTEC Baixa (antiga UPTEC PINC) e UPTEC Mar (mantém a anterior designação). Fundada em 2007, a UPTEC apoiou mais de 550 projetos, graduou 73 empresas e tem, neste momento, 186 empresas incubadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.