A Samsung apresentou ontem à noite, às 23 horas de Lisboa, o Galaxy S IV, o novo smartphone topo de gama da empresa. Nova Iorque foi o local escolhido para introduzir ao mundo um Galaxy S mais potente, mais elegante e com mais funcionalidades. O aspeto sofreu poucas alterações mas os equipamentos periféricos com o qual o dispositivo é compatível aumentaram.

E se o Galaxy S III tinha sido desenhado para humanos, o novo smartphone parece ter evoluído ao ponto de ser considerado pela empresa sul-coreana como um "companheiro para a vida".

Estas declarações baseiam-se nas capacidades que o telemóvel tem em perceber a utilização que lhe é dada e na simplificação de processos que permite. Mais do que as especificações técnicas de última geração, o Galaxy S IV destaca-se pelas ferramentas e pelas soluções que possibilita aos utilizadores.

Para aumentar ainda mais este título de telemóvel que faz tudo e ajuda em todas as tarefas, a fabricante sul-coreana disponibiliza também uma série de periféricos construídos a pensar na complementaridade do smartphone.

[caption]Galaxy S IV[/caption]

Portugal deve estar na lista de 155 países que vão receber o telemóvel no dia 26 de abril, data já confirmada pelos operadores norte-americanos e britânicos. O TeK contactou a Optimus, a TMN e a Vodafone para saber quando vão disponibilizar o Galaxy S IV mas ainda não recebeu resposta por parte das operadoras. O preço ainda continua no segredo dos deuses.

O TeK fala-lhe agora de todas as novidades do mais recente topo de gama da Samsung.

Poder de fogo para durar no tempo

O Galaxy S IV tem um ecrã AMOLED com Gorilla Glass 3 de 4,99 polegadas com uma resolução Full HD, o que se traduz numa concentração de 441 pixéis por polegada (ppi). O ecrã tem ainda a capacidade de reconhecer o toque dos utilizadores mesmo se estes estiverem com luvas, uma característica que a Nokia já tinha introduzido no Lumia 920 mas que acaba por marcar uma diferença relativamente ao Galaxy S III.

O telemóvel vai ser distribuído nos mercados com dois processadores diferentes: em algumas zonas o smartphone terá um chip Qualcomm 600 de quatro núcleos a 1,9Ghz, enquanto noutras áreas vai ter um processador Exynos de oito núcleos a 1,6Ghz. Tudo suportado por uma memória RAM de 2GB.

Portugal deve receber a versão octa-core do telemóvel assim como a versão com suporte a redes 4G. O TeK já entrou em contacto com a Samsung para confirmar estes detalhes.

O armazenamento interno pode ser de 16GB, 32GB ou 64GB, sempre com a possibilidade de expansão até mais 64GB através de cartão microSD. As ligações multimédia estendem-se até ao Bluetooth 4.0, NFC, MHL 2.0 e um sensor de infravermelhos incorporado que permite controlar a televisão. As imagens que se seguem são da autoria do Engadget.

[caption]Nome imagem[/caption]

A câmara fotográfica traseira é de 13 megapixéis com uma abertura f/2.2 e a câmara frontal é de dois megapixéis. A bateria também é portentosa, de 2.600 mAh, para suportar todo o poder de processamento que o GS IV comporta.

Em termos de sensores a Samsung também se excedeu ao introduzir além dos típicos giroscópio, acelerómetro e sensor de proximidade, um barómetro, um sensor de temperatura, humidade e uma ferramenta que reconhece os gestos do utilizador. Este "arsenal" abre um rol variado de possibilidades de desenvolvimento de novas aplicações.

O novo equipamento é 0,8 milímetros mais estreito e 0,7 milímetros mais fino que o modelo Galaxy S anterior, e o novo telemóvel é também mais leve três gramas, registando um peso total de 130 gramas.

[caption]Nome imagem[/caption]

Vai estar inicialmente disponível em duas cores: preto névoa e branco geada.

Pare e olhe. Existem funcionalidades para o dia a dia

A nível de software o GS IV vem equipado com Android 4.2.2 de origem, a mais recente versão do sistema operativo móvel da Google. Mas não é o robô verde que marca a diferença neste smartphone. As funcionalidades que a Samsung desenvolveu e incorporou no dispositivo vão além do que a Google oferece de origem.

O Smart Pause é um sistema que deteta quando o utilizador tira os olhos do ecrã e pausa automaticamente a reprodução do vídeo. O Smart Scroll executa um deslizar automático numa página de Internet ou num email sem que exija um toque do utilizador, mas o movimento dos olhos por si só não é suficiente para executar a tarefa como havia sido publicado - é necessário inclinar o dispositivo, para trás ou para a frente, para fazer descer ou subir o conteúdo escrito, respetivamente.

Uma outra característica, mas esta já conhecida dos Galaxy Note, é o Air Preview que permite pré-visualizar um conteúdo apenas aproximando o dedo do item sem a necessidade de lhe chegar a tocar. A diferente entre os Galaxy Note e a tecnologia do Galaxy S IV é que a funcionalidade reconhece o dedo do utilizador e dispensa o uso da S Pen. O reconhecimento da proximidade é feito através de sensores infravermelhos.

De todas as novas funcionalidades de software apresentadas, as que acabaram de ser referidas eram minimamente esperadas e já tinham sido antecipadas em rumores - que se mostraram verdadeiros no final de contas.

[caption]Nome imagem[/caption]

A "surpresa" veio nas capacidades que a Samsung introduziu no software das câmaras fotográficas. Com o Dual Camera é possível gravar em simultâneo recorrendo aos dois sensores e o utilizador pode escolher de que forma as duas gravações interagem entre si - ou ficam lado a lado ou a câmara frontal sobrepõe-se à traseira.

As duas câmaras em funcionamento também podem ser aplicadas em videochamadas permitindo mostrar duas perspetivas do mesmo utilizador. A esta opção a Samsung deu o nome de Dual Video Call.

As câmaras vêm ainda equipadas com doze modos de captura, entre os quais está o Drama Shot que permite criar Gifs animados, e o Sound and Shot, que possibilita adicionar som ambiente ou uma gravação vocal a uma fotografia.

Ainda relativo ao multimédia do telemóvel, mas com capacidades mais viradas para a reprodução sonora e visual, a Samsung adicionou a funcionalidade Group Play que permite reproduzir um conteúdo - jogo, som ou vídeo - de um Galaxy S IV noutros GS IV que estejam à volta.

Novidade é também o S Translate, uma aplicação nativa que faz o reconhecimento vocal para traduzir os conteúdos ditados numa outra língua. Atualmente existem dez idiomas suportados, sendo o português um deles, mas na versão brasileira. O suporte a PT-PT vai chegar noutras fases de desenvolvimento do projeto.

Extensões para todas as situações

Juntamente com o telemóvel a Samsung apresentou ainda a S Band e a S Scale, uma pulseira e uma balança que em conjunto com o telemóvel ajudam a monitorizar as condições físicas da pessoa e do ambiente no qual a utilizador se encontra - como temperatura e humidade - e que são sincronizadas com o dispositivo através da aplicação S Health.

[caption]Nome imagem[/caption]

Existem também um carregador sem fios que vai ser exclusivo de alguns mercados mas que virá de origem com o telemóvel. Ainda não é certo se Portugal está nesta lista.

Surpreendente foi também a apresentação do Samsung Game Pad, um protótipo de comando de jogo no qual pode ser integrado o Galaxy S IV. A comunicação com o telemóvel é feita através de Bluetooth e o periférico precisa de duas pilhas AAA para funcionar.

[caption]Nome imagem[/caption]

Ainda não é certo quando estes periféricos vão chegar ao mercado, a quais mercados, nem quanto vão custar.

As farpas da praxe

Fica por preencher o "vazio" da inovação de design que os utilizadores tanto costumam pedir. Relembrando as situações caricatas de que o iPhone 5 foi vítima por ter crescido meia polegada, o Galaxy S IV segue o mesmo caminho e "estica-se" em relação ao antecessor.

A CMO da HTC, Ben Ho, já veio a público criticar o novo telemóvel da Samsung. "Isto é mais do mesmo. Os clientes da HTC querem algo diferente além do mainstream, que parece ser o público-alvo da Samsung. Com a continuação de um corpo de plástico, e um ecrã maior que parece ser a mudança física mais óbvia, o novo Galaxy fica pálido em comparação com o corpo de alumínio do HTC One".

E os leitores do TeK, estão satisfeitos com o telemóvel que foi apresentado ou veem o Galaxy S IV como uma desilusão em termos de inovação?


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.