O Android foi limado para que pudesse trabalhar em diferentes formatos. O próximo grande mercado são os smartwatches e a Google mostrou de forma detalhada como funciona o Wear, a versão do sistema operativo para gadgets de vestir.

Em primeiro lugar, o telemóvel estará em constante comunicação com o smartphone. Desta forma pode manter-se sempre atualizado e mostrar todas as notificações que o utilizador está a receber.

Mas a comunicação entre equipamentos funciona nos dois sentidos. Isto é, se o utilizador der uma ordem ao relógio, ele pode executá-la no telemóvel. Este é um exemplo de como os equipamentos funcionam de forma integrada e sincronizada, quase instantânea entre si - uma política que a Google apregoou bastante durante a apresentação.

Os comandos de voz também vão ser vitais no novo software. Baseado no sistema Google Now, os relógios conseguem executar comandos e até transmitir informações para o telemóvel emparelhado através das ordens vocais do utilizador.

Ao nível do interface deslizar verticalmente muda as aplicações mostradas no ecrã e deslizar horizontalmente dá mais informação de uma determinada aplicação. Será possível ter várias imagens como fundo do ambiente de trabalho, criando uma experiência mais dinâmica. E apesar da exigência visual, toda a experiência mostrou-se sempre fluída.

O sistema operativo aprende também com os hábitos dos utilizadores. Imagine que encomenda sempre uma pizza à quinta-feira. Na semana seguinte o relógio vai perguntar ao utilizador se quer encomendar a pizza, seguindo todos os passos já feitos nas restantes ocasiões. Durante o evento Google I/O, o porta-voz da tecnológica conseguiu encomendar uma pizza em 20 segundos e apenas através do relógio.

A Google diz que tem estado a analisar todas as sugestões dos programadores para que o Android Wear seja o mais completo possível quando chegar ao mercado. Agora a tecnológica de Mountain View quer ver o que os developers têm preparado para o ambiente "de pulso", disponibilizando hoje o SDK do sistema operativo.

O LG G Watch e o Samsung Gear Live são os primeiros equipamentos com Android Wear e vão ficar disponíveis ainda hoje, 25 de julho.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.