O Android 6.0, também conhecido como Marshmallow, vai ficar disponível na próxima semana. O novo sistema operativo vai chegar aos smartphones Nexus 5 e Nexus 6, e aos tablets Nexus 7 e Nexus 9. O centro multimédia Nexus Player também vai receber a atualização.

A nova versão do sistema operativo móvel da Google também vai marcar presença nos novos Nexus 5X e Nexus 6P, mas os smartphones só vão ficar disponíveis no final do mês. 

Quando apresentou o sucessor do Android Lollipop, a Google explicou que há seis áreas principais nas quais as duas versões do sistema operativo móvel se distinguem. São estas: 

Permissões das aplicações: a Google vai fazer alterações nas permissões das apps; a partir de agora as permissões que os programas requerem serão simplificadas para que os utilizadores possam entendê-las de imediato; e em vez de dar todas as permissões ao instalar a aplicação, o utilizador vai dar - ou negar - a permissão uma a uma quando as mesmas forem necessárias pela primeira vez; 

Experiência Web: até aqui a Google permitia que os programadores incluíssem um "pseudo-browser" dentro das aplicações para permitir um acesso mais rápido e mais simples a links; mas a experiência, diz a Google, nunca foi a mais positiva; agora a tecnológica vai disponibilizar aquilo que chama de Chrome Costume Tabs - ou seja, é possível integrar o navegador Chrome dentro de outras aplicações; e tudo o que o utilizador tiver no navegador, como palavras-passe, estarão disponíveis - e protegidas - nas aplicações externas; 

Ligações entre aplicações: Existem conteúdos que os utilizadores encontram na Internet, mas pertencem ao domínio de uma aplicação específica, por exemplo, um link do YouTube; até aqui quando carregava nesse link, ao utilizador era mostrada uma lista das aplicações com as quais era possível abrir o link e consumir o conteúdo da melhor forma; mas agora a Google criou os "links verificáveis", que são pedaços de código que existem dentro dos sites e que comunicam com as aplicações móveis; assim o smartphone saberá que deve abrir um tweet com a aplicação do Twitter quando encontrar o código verificado para essa aplicação; 

Android Pay: a Google volta a olhar para o mercado dos pagamentos móveis e o Android Pay será uma realidade transversal a todos os equipamentos com a próxima versão do sistema operativo; através da tecnologia NFC será possível realizar pagamentos digitais de forma rápida e cómoda, sem que seja necessário abrir uma aplicação; o Android Pay cria sempre um cartão de crédito virtual com base nos dados reais dos utilizadores para prevenir roubos; 

Suporte para impressões digitais: o Android M também vai suportar a integração com leitores de impressões digitais; estas servirão para fazer a validação de um pagamento com o Android Pay, mas também poderão ser usadas para autenticar a pessoa em diferentes serviços, desde que os programadores incorporem esta funcionalidade nas suas aplicações; 

Bateria e carregamento: a Google compromete-se outra vez a fazer uma evolução na gestão de energia dos equipamentos; desta vez a grande novidade é uma funcionalidade chamada doze que é uma ferramenta que analisa o movimento do telemóvel para saber se vai no bolso ou se está pousado numa mesa, por exemplo enquanto a pessoa dorme; caso seja este o caso, o software entra num "sono profundo" que ajuda a reduzir o consumo de energia, mas sem comprometer a entrega de notificações o mais rápido possível; a Google confirmou também que ainda em 2016 chegarão ao mercado os primeiros smartphones com Android M e com a nova norma USB Tipo C; além de ser reversível, a entrada USB permite agora usar o smartphone para carregar outros equipamentos, como um relógio inteligente por exemplo.

Ficam ainda as imagens já conhecidas do novo sistema operativo. 

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.