Como é habitual, a seleção semanal do SAPO TEK traz-lhe um conjunto heterogéneo de propostas, tentando cobrir as diferentes necessidades (e gostos) na utilização dos seus dispositivos móveis. É por isso que das nossas escolhas dos últimos dias resultam novidades sobre redes sociais prestes a serem implementadas, jogos, serviços de entregas ou mesmo apps que ajudam a estudar. Pode "conferir" estas e mais algumas sugestões já a seguir.

Glovo trata dos seus recados e entrega-lhe quase tudo o que precisa

Comida, mercearia, livros, medicamentos ou flores fazem parte dos muitos produtos que é possível pedir para recolher e entregar sem sair de casa.

A startup espanhola chegou à capital portuguesa em outubro do ano passado e, cinco meses depois, os “Glovers” também já circulam pelo Porto para entregar qualquer produto que o utilizador pedir pela aplicação para Android e iOS ou através da versão online.

A Glovo permite comprar, recolher e entregar qualquer produto desde roupa a comida, mas também permite o envio de documentos entre empresas e trata de pequenos recados para clientes particulares. Os pagamentos das entregas são feitos através da Glovo e por cartão de crédito.

Por cada viagem dos estafetas é cobrada uma taxa de entrega definida consoante a distância e em parceria com o estabelecimento comercial, que surge discriminada na aplicação durante o processo de encomenda.

No Porto, os utilizadores da plataforma têm de pagar um euro para usufruir do serviço de entregas nas lojas/restaurantes parceiros, durante os primeiros meses em que a empresa está a funcionar na cidade.

Além de operar em Portugal, a Glovo também está presente em cidades de Itália, França, Chile, Peru, Argentina e Brasil.

PhotoGrid Lite: As mesmas boas opções para editar fotos mas sem pesar tanto no smartphone

A equipa da popular app PhotoGrid decidiu poupar os seus utilizadores e disponibilizar uma versão “mais leve”, que não ocupe tanto espaço no telemóvel. As opções favoritas ficaram, garante-se.

A PhotoGrid Lite tem apenas 13MB, mas traz todos os recursos essenciais da versão “normal”, com a vantagem de ocupar muito menos espaço de armazenamento e oferecer opções e menus mais simples.

Apesar de mais pequena do que o “normal”, a app tem acima de 500 stickers, emoticons, flores e outros embelezamentos à disposição. Pode ainda escolher entre mais de 100 filtros, desde ao Azul Grécia ou Rosa Paris, e mais de 400 fundos, do espaço profundo a frutas.

Destaque igualmente para os cerca de 300 modelos de grades, que suportam até 15 imagens, tal como acontece no estilo livre, que permite ajustar o tamanho de imagem e localização.

Na edição “pura e dura”, conte com recorte e ajuste de brilho, contraste, saturação e matiz, bem como recursos de texto, desenho e marca de água, entre outros.

A PhotoGrid Lite está disponível para dispositivos Android.

Lipsi é a aplicação sensação para conversas anónimas

Seja para conhecer novas pessoas, ou quiçá encontrar a cara-metade, a aplicação Lipsi pode dar uma ajuda a estabelecer relações rápidas.

Existem muitas opções de serviços de conversação, entre o Messaging, o WhatsApp ou o Skype, cada uma com as suas funcionalidades únicas, com opções de voz e vídeo. O Lipsi é mais uma aplicação de comunicação, mas permite manter os utilizadores anónimos nas mensagens enviadas e recebidas.

Mas a aplicação pretende ir mais longe. Ao ligar o Lipsi às contas do Instagram ou Snapchat, é possível receber comentários ou críticas anónimas. Os utilizadores podem procurar pessoas na base de dados do software ou bloquear contatos, assim como apagar o historial da conversa entre os dois dispositivos envolvidos. Pode parecer banal, mas a empresa afirma que os utilizadores têm total controlo sobre as relações estabelecidas via Lipsi.

O que destaca esta aplicação de outras propostas é a utilização da tecnologia de localização, permitindo enviar mensagens (sempre anónimas) a pessoas num perímetro de cerca de 90 metros. Há aqui grande potencial para fazer amizades rápidas, e não só…

Para já, o Lipsi apenas está disponível nos sistemas iOS, mas irá chegar em breve ao Android.

Sims Mobile: Novas telenovelas mexicanas na palma da mão

A nova versão de Os Sims para o mobile está a ser bem-recebida pelos fãs, pela vasta personalização das personagens e muito para desbloquear na nova aventura.

Os Sims dispensam apresentações, mas ao longo dos anos esta espécie de simulador de “Big Brother” tem vindo a oferecer cada vez mais opções de relações entre as personagens, elementos de construção e personalização, numa experiência divertida. Um dos principais desafios dos produtores é criar situações imprevisíveis, capazes de surpreender os fãs e isso, é cada vez mais difícil.

Se ainda não conhece o universo de Os Sims, saiba que terá de criar uma personagem com aparência e personalidade única, caracterizando-o com roupas e penteados. É possível construir a casa e mobilar a gosto, escolhendo desde a decoração das paredes aos modelos dos móveis.

Trace os objetivos profissionais, os seus passatempos e liberte-o num mundo onde terá de interagir com outros Sims. Se pensa que é fácil engane-se, já que os traços de personalidade vêm ao de cima nas relações com vizinhos, amigos e família. O que importa no fundo é criar histórias únicas para mais tarde recordar.

O jogo oferece um vasto leque de atividades e profissões, desde médico a estilista de moda, destacando ainda os hobbies como a música ou a culinária, abrindo um leque de opções e interações divertidas. Diariamente são introduzidos eventos especiais, tais como encontros rápidos no parque ou festivais de música, onde pode cruzar-se com Sims criados por outros jogadores.

Pode fazer o download de Os Sims Mobile na versão iOS e Android.

Instagram: feed volta a ficar mais cronológico

A organização dos posts não vai ser exclusivamente cronológica, mas a app anunciou que está a fazer mudanças para que as publicações mais recentes apareçam com mais frequência em primeiro.

O Instagram anunciou esta semana uma alteração nas definições do feed dos seus utilizadores. A partir de agora, cada um terá mais controlo sob a forma como visualiza os conteúdos das contas que segue, podendo até voltar à timeline cronológica que antes pautava a forma como se organizavam fotografias e vídeos.

A app mudou para um feed algorítmico em 2016 e as reações não foram as mais positivas. Em suma, a transição passou o controlo para as mãos do próprio Instagram que, com base num conjunto de variáveis, calculava a posição de cada post em relação aos restantes. Na prática, esta lógica podia esconder as atualizações de alguns perfis com particular interesse para o utilizador apenas porque não se enquadravam na lista de prioridades da aplicação.

Uma petição com cerca de 26 mil assinaturas chegou a ser enviada para os escritórios do Instagram, a exigir um retorno ao feed cronológico, mas apesar de as preces não terem sido correspondidas na altura, a recetividade da empresa face a uma nova mudança parece ter mudado. De acordo com um post publicado esta semana no blog oficial da app, o feed vai ficar mais cronológico. Não exclusivamente cronológico, mas mais cronológico.

"Com base no vosso feedback, estamos a fazer mudanças que vão assegurar que os posts mais recentes aparecem com mais frequência no topo do vosso feed. Com estas mudanças, o feed vai parecer mais atualizado, e já não terás de perder os momentos que te importam", pode ler-se no comunicado.

Em adição, será introduzido um botão de "Novas Publicações" que vai permitir ao utilizador controlar a frequência com que o seu feed é atualizado, tal como acontece no Facebook. Assim, cada vez que o premir, o Instagram vai adicionar ao seu feed todas as publicações que foram feitas nos últimos minutos.

Com esta aplicação a Matemática vai deixar de ser um bicho de sete cabeças

A app Milage Aprender+ Matemática foi desenvolvida por professores da Universidade do Algarve para ajudar os alunos entre o 7º e 12º ano a aprenderem essa disciplina de forma mais fácil.
O projeto MILAGE (MathematIcs bLended Augmented GamE) da Universidade do Algarve (UAlg) pretende melhorar o desempenho na disciplina de matemática de todos alunos, incluindo aqueles com pior e melhor desempenho do programa PISA, a rede mundial de avaliação de desempenho escolar.

Nesse âmbito e para transformar a matemática em algo mais motivador e mais fácil nasceu a aplicação Milage Aprender+ Matemática, disponível gratuitamente na Apple Store e na Google Play Store.

Financiado pela União Europeia, através do programa ERASMUS+, o projeto conta com uma app onde existem cerca de 3.000 exercícios com diferentes graus de dificuldade, assim como vídeos explicativos da matéria, com as vozes dos professores.

O objetivo deste projeto é combinar aulas presenciais com aulas online  num sistema de aprendizagem misto (blended-learning), de forma a estender o ambiente de aprendizagem da sala de aula normal para uma sala de aula virtual.

A aplicação Milage Aprender+, foi colocada à prova na passada terça-feira, dia 20, na Universidade do Algarve, em Faro, por cerca 100 alunos e professores oriundos de Espanha, Noruega, Turquia e Portugal.

Os resultados de PISA de 2015 mostraram que na Noruega, Portugal, Espanha e Turquia, cerca de 17,1%, 23,8%, 22,2% e 51,4% dos alunos, respetivamente, não conseguem alcançar o nível 2, considerado o mínimo para a proficiência em Matemática.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.