A Sony não deu o melhor seguimento ao sucesso da sua consola portátil. Apesar de inovadora, com o seu painel traseiro sensível ao toque, a PlayStation Vita não se destacou comercialmente. John Kodera, responsável pelo departamento de gaming da Sony, assume o erro, e afirma que a portabilidade dos videojogos da empresa vai passar essencialmente pelos smartphones e tablets.

PlayLink: És Tu! traz a diversão familiar de volta para a PlayStation
PlayLink: És Tu! traz a diversão familiar de volta para a PlayStation
Ver artigo

"Em vez de separarmos os jogos móveis das consolas, é necessário começarmos a pensar neste primeiro universo como um método para criar mais experiências de jogo, e como uma forma de explorar aquilo que os nossos consumidores procuram no segmento portátil", disse Kodera em declarações à Bloomberg. A imprensa internacional sugere que esta afirmação pode ser um primeiro indicativo de que os jogos móveis estarão intimamente relacionados com a próxima consola da PlayStation.

Recorde-se que a Vita está prestes a ser vítima do tempo. A Sony terminou recentemente a produção de jogos físicos para a consola, e o PlayStation Plus vai deixar de oferecer jogos gratuitos para este sistema portátil já em 2019.

Atualmente, a PlayStation tem já algumas apostas feitas no segmento móvel. O PlayLink, que articula a versatilidade dos smartphones com as consolas fixas, é uma das últimas. Em 2016, a tecnológica japonesa criou um departamento interno que desde então se dedica à criação de títulos móveis, mas os projetos têm sofrido com constantes atrasos.

Se a estratégia móvel da empresa acabar por estar ligada ao lançamento de uma nova PlayStation, a Sony terá de acelerar quaisquer processos de reestruturação em curso, uma vez que a PS4 entrou, oficialmente, no último período do seu ciclo de vida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.