Em muitos smartphones com Android 10, a aplicação Android Auto já deixou de funcionar diretamente do equipamento, sendo ativado automaticamente quando emparelhado com automóveis compatíveis, através de uma ligação por cabo USB. Em alternativa, podia usar a app Android Auto for Phone Screens (para smartphones com Android 9 ou inferior), mas esta vai desaparecer definitivamente com a chegada do Android 12.

A aplicação era utilizada sobretudo em situações em que os automóveis mais antigos não têm ecrã de navegação ou sistema de infontainment, assim como ligação USB para ligar aos smartphones. Os smartphones substituem a experiência Android Auto dos automóveis diretamente do seu ecrã, permitindo fazer chamadas, aceder a apps como o Spotify e navegadores, sem usar as mãos.

Com a chegada do Android 12, quem desejar manter esse tipo de experiência no ecossistema Android Auto, terá de o fazer através do modo de condução do Google Assistant, também disponível no Google Maps. A funcionalidade foi anunciada em 2019 durante a conferência I/O, sendo estendida também à aplicação de navegação Waze. No entanto, o Assistant tem o seu próprio modo de condução dedicado.

Segundo confirmou ao 9to5Google, a Google diz que a experiência Android Auto não será alterada para quem usa a aplicação nos automóveis compatíveis. As alterações visam apenas os utilizadores que utilizem a aplicação diretamente do smartphone.

De recordar que a aplicação Android Auto foi lançada em 2015, mas só chegou oficialmente a Portugal em março deste ano. Na altura, também foram prometidas mais de 100 melhorias para o Google Maps, recorrendo a inteligência artificial, incluindo a navegação em interiores.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.