Os utilizadores portugueses mais preocupados com o ambiente vão ter mais três meses para “chamar” os carros 100% elétricos da Uber.

O uberGreen surgiu como um projeto-piloto lançado em março e que escolheu Lisboa e Porto para testar o serviço de mobilidade. Decorria até 6 de junho último, mas foi agora estendido até dia 6 de setembro.

Durante os primeiros três meses de teste, as viagens uberGREEN geraram poupanças de 23,2t de CO2 a Lisboa e ao Porto, e colheram uma avaliação média de 4,91 numa escala de 1 a 5 - superior à avaliação média do uberX e UberBLACK, refere a tecnológica em comunicado.

Nos próximos três meses desta segunda fase do projeto-piloto, a Uber e o CEiiA, parceira na iniciativa, pretendem apostar no desenvolvimento de infraestruturas de carregamento rápido indispensáveis à operação, “num esforço conjunto com os vários intervenientes na mobilidade elétrica em Portugal”.

A contestação de que tem sido alvo por parte dos taxistas, não tem impedido a Uber de continua a “investir” no mercado português. Ainda há cerca de uma semana a empresa anuncia a chegada ao Algarve, onde vai prestar serviços de transporte durante o verão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.