Dos rumores até à compra final, o negócio da Songza foi resolvido de forma célere pela Google. A tecnológica de Mountain View não quer ficar para trás na corrida pela nova vaga de consumo de música em formato digital e para isso achou necessário fazer investimentos estratégicos.



O serviço de curadoria – escolha das melhores faixas e artistas – do Songza está agora integrado no Google Play Music. Os utilizadores vão ter acesso a listas contextuais de música, isto é, playlist que estão feitas e que se destinam a momentos específicos. Vai dar uma corrida? Então experimente as músicas da categoria desporto.



O que dava mais valor ao Songza é que a curadoria de música é feita por pessoas e não por algorítmos. Um valor que despertou o interesse da empresa que mais vive graças aos algoritmos que desenvolve.



Isto é uma funcionalidade que já outros serviços de música garantem, mas é uma novidade para quem é utilizador do serviço da tecnológica norte-americana. Apesar dos primeiros sinais claros do negócio feito com a Songza, a curadoria de playlists só está disponível para os EUA e Canadá.



Os utilizadores portugueses vão no entanto receber outras novidades. O Google Play Music é a mais recente aplicação a receber o chamado material design, interface de utilizador renovado da Google e que é a cara do Android Lollipop.



A aplicação renovada está disponível para Android e iOS.



Isto numa semana em que o Spotify, um dos maiores players na área da música por subscrição, revelou novos tarifários partilhados que têm como principal objetivo desviar utilizadores que possam estar a usar outros serviços. O preço agressivo é aqui a principal arma de combate.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.