O diretor de engenharia móvel do Facebook admitiu que a rede social estudou várias hipóteses para conquistar o espaço dos dispositivos móveis e um dos projetos que esteve em cima da mesa, e chegou mesmo a entrar numa fase primária de desenvolvimento, foi um sistema operativo móvel próprio.

Na jornada de entrevistas D: Dive Into Mobile organizadas pelo AllThingsD, Cory Ondrejka referiu que de todas as alternativas o sistema operativo próprio foi a que caiu mais depressa pela vontade de a empresa querer chegar a centenas de milhões de pessoas. Mesmo que o sistema operativo fosse um sucesso nunca teria o mesmo nível de alcance, referiu.

A par do sistema operativo próprio e do Facebook Home, a rede social também considerou a hipótese de desenvolver uma versão customizada do Android - tal como a Amazon faz nos Kindle Fire.

Durante a entrevista foi ainda revelado que o Facebook vai receber várias atualizações para iOS e Android e que o primeiro grande update do Home vai chegar em meados de maio.

Quebrar a barreira entre a Web e o mobile

Ao contrário do que foi avançado hoje pela Bloomberg, que dava conta de que o Facebook estaria a trabalhar com a Apple para trazer a aplicação Home para o iOS, o diretor de tecnologia do Facebook, Mike Schroepfer, confirmou que tão cedo os dispositivos da Apple não vão ter direito à app.

Em compensação, a rede social vai disponibilizar hoje uma atualização para a aplicação no sistema operativo da Apple que permite usar os Ícones de Chat - Chat Heads - no iPhone, iPad e iPod Touch.

O software tem limitações por causa da forma como o sistema operativo da marca da maçã está desenhado e os Chat Heads só funcionam quando a aplicação do Facebook está aberta.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.