Nos próximos parágrafos vai conhecer um pouco melhor títulos como Beholder, que o coloca perante desafiantes dilemas morais, ou Iron Blade onde entra numa missão para salvar a humanidade de um poderoso demónio.

São ao todo cinco propostas e seguem já a seguir.

 

Arkanoid vs Space Invaders - Juntar dois clássicos só poderia resultar num grande jogo

A Square Enix criou algo que ninguém estaria à espera juntando a mecânica de dois dos maiores clássicos de todos os tempos num único título cujo nome diz tudo: Arkanoid vs Space Invaders. O objetivo é a junção da missão de ambos os jogos, ou seja, destruir os blocos ao mesmo tempo que se elimina as naves alienígenas que deambulam pelo ecrã.

Em mais de 150 níveis, todos eles com uma duração muito breve, o objetivo é rechaçar de volta os disparos das naves inimigas para assim as conseguir destruir. Para completar um nível é preciso destruir um determinado número de naves antes que o tempo se esgote. Enquanto nos primeiros níveis tudo é muito fácil, os seguintes trarão novidades e obstáculos que tornarão a missão do jogador mais complicada e desafiante, como a introdução de blocos indestrutíveis que obrigarão a direcionar os disparos de forma a evitá-los.

 

O jogo inclui ainda diversos power-ups para ajudar a destruir as naves ou obstáculos. É ainda possível usar o Modo de Ataque quando se conseguir obter a quantidade de energia suficiente, o que permitirá mirar e disparar diretamente contra os inimigos, algo que será francamente útil nos níveis mais complicados. As moedas recolhidas podem ser utilizadas para desbloquear várias personagens da Taito, cada uma com habilidades próprias, que trarão algo diferente à jogabilidade. Quem procura por jogos desafiantes, gostará de saber que existem diferentes níveis de dificuldade, inclusive um bastante difícil para os verdadeiros peritos.

Arkanoid vs Space Invaders está disponível para dispositivos Android e iOS por €4,49.

Beholder - Excelente narrativa recheada de dilemas morais

Beholder transporta o jogador para um mundo sombrio e distópico onde um Estado totalitário controla todos os aspectos da vida dos cidadãos, através de leis opressivas e constante vigilância, não existindo qualquer nível de privacidade. O jogador assume o papel do gerente de um edifício de apartamentos estatal, uma fachada para disfarçar a sua verdadeira missão que é servir o governo espiando os inquilinos.

 

Será preciso arrombar as casas e vasculhar os pertences dos inquilinos, procurando por itens que os possam incriminar. Em certos casos será necessário instalar câmaras de vigilância, investigar e conversar com eles para ter acesso a toda a informação e avaliar se os indivíduos estão ou não a violar as leis ou a atuar contra o Estado. Depois será chamar as autoridades para estas tratarem do assunto. Mas as coisas não são assim tão fáceis.

Tudo no jogo se resume a escolhas. O personagem precisa de realizar as suas tarefas pois tem uma família para tratar, mas tem uma consciência, neste caso a do jogador, que o levará a ponderar se realmente entregará às autoridades um pai de família cujos filhos ficarão sem amparo ou se guarda os seus segredos e dá-lhe uma nova oportunidade, podendo ainda chantageá-lo para ganhar dinheiro para sustentar a sua própria família. Existe uma infinidade de personagens com as quais será preciso relacionar que, em conjunto com as escolhas tomadas, tornam o jogo num intrincado quebra-cabeças. Todas as decisões tomadas afetarão o desenrolar da história e, por menor que sejam, elas podem ter um impacto desastroso, por isso nada melhor que pensar bem antes de agir.

Beholder será do agrado dos jogadores que gostam de finais indefinidos, de obscuros mistérios e desafiantes dilemas morais. Trata-se de uma experiência narrativa que põe à prova o tipo de pessoa que somos. Mas, questões morais à parte, trata-se de um jogo recheado de desafiantes quebra-cabeças. Está disponível para dispositivos Android e iOS por €5,49.

Battle Bay - Frenéticos combates com pequenos barcos de guerra

Battle Bay foi desenvolvido pela Rovio, conhecida pela popular série de jogos Angry Birds, mas ao contrário dos seus muitos outros títulos não traz nenhum pássaro. Trata-se de um título de ação onde é preciso pilotar um barco de guerra e participar em combates em tempo-real .

 

Os mares transformam-se numa autêntica arena multiplayer onde jogadores irão defrontar-se em frenéticos combates. Antes da contenda é necessário escolher o barco e as armas, existindo uma panóplia de opções. Em termos de barcos existem cinco, cada qual com uma determinada especialidade, como ter maior poder de fogo, mais resistência, maior velocidade ou ser capaz de ajudar os outros barcos a não se afundarem. É ainda possível melhorar estas características com o progresso vitorioso nos combates.

A escolha das armas é também vasta, existindo canhões, torpedos e granadas, sendo possível fundir e modificar itens com variações quase infinitas. A escolha do armamento a utilizar deve ter em conta que tipo de estratégia se pretende por em prática, mais atacante ou mais defensiva, podendo modificar as escolhas ao longo das batalhas encontrar as armas que melhor se adaptam ao estilo pretendido.

Os combates têm a duração de cinco minutos e para os vencer será preciso destruir todos os barcos adversários ou então capturar a sua base. Os mares estão carregados de obstáculos que podem ser utilizados de forma estratégia a favor da equipa, mas o principal é mesmo a ondulação. Para além de serem incrivelmente realistas, as ondas servem de "motor" e também de abrigo, permitindo proteger dos disparos inimigos, sendo completamente imprevisíveis e tornando cada batalha única. Vencer uma batalha permite ganhar açúcar, pérolas e ouro que podem ser utilizados para treinar os capitães dos outros navios e melhorar o armamento, tudo com o propósito de tornar a equipa ainda mais forte.

Battle Bay é um excelente e divertido jogo e tem versão para gratuita para dispositivos Android e iOS.

Monument Valley 2 - A sequela de um dos melhores jogos para smartphones de sempre

Monument Valley é um dos mais populares e conceituados jogos para smartphones e foi com muita surpresa que a sequela do jogo foi apresentada no primeiro dia da World Wide Developers Conference da Apple, há algumas semanas.

Apple anuncia... Monument Valley 2
Apple anuncia... Monument Valley 2
Ver artigo

O jogo mantém a mesma mecânica do antecessor, mas agora o jogador terá que guiar mãe e filha ao longo de encantadores e ilusórios enigmas.

O objetivo continua o mesmo, interagir e manipular o cenário de forma a encontrar passagens ocultas e caminhos anteriormente indisponíveis de forma a conseguir progredir até à saída de cada um dos níveis. Desta vez é preciso guiar as duas personagens que por vezes seguem juntas, mas noutras situações podem estar separadas, obrigando o jogador a encontrar qual o caminho de cada uma deve seguir.

Há 14 níveis, uns mais curtos e menos complexos que outros. Embora os primeiros labirintos sejam muito simples e o nível de dificuldade vá aumentando gradualmente, no geral são todos razoavelmente fáceis de resolver, daí ser perfeitamente possível completar o jogo num par de horas.

Continua a tratar-se de uma incrível experiência visual, aliada a excelentes efeitos sonoros e uma música de encantar, tornando o jogo em algo que todo e qualquer tipo de jogador terá prazer em experimentar. Embora fáceis, os puzzles são mais desafiantes que os da versão anterior, com a sequela a apresentar ainda melhor grafismo, mais cor e melhor sonoridade, tornando toda a experiência ainda mais profunda e emocionante.

Monument Valley 2 está disponível por €5,49 para dispositivos iOS.

Iron Blade: Medieval Legends - Épicas batalhas para salvar a humanidade

Este é um RPG de ação que coloca o jogador no papel de um guerreiro templário que tem de travar os maléficos planos do Lorde Baal para dominar o mundo. A sua missão é salvar a humanidade ou passar a eternidade nas profundezas do inferno, e, para o efeito, terá de travar inúmeros combates contra hordas de inimigos.

A mecânica da ação baseia-se quase em exclusivo nos combates. No ecrã estarão presentes ícones para diferir ataques ou para defender de um golpe do adversário. Além da espada, o guerreiro tem ainda um arco e flecha que poderá e deverá utilizar contra os inimigos que estão mais distantes.

Existem também botões na parte de baixo do ecrã que, quando disponíveis, permitem efetuar golpes especiais. Uma grande ajuda é a indicação em cima das cabeças dos adversários quando estes estão prestes a atacar, permitindo que o jogador possa reagir a tempo e evitar ser atingido. O jogo resume-se basicamente a isto pois assim que termina um combate o ecrã fica preto e o cenário muda colocando o personagem novamente em confronto contra outros inimigos. Normalmente, é preciso derrotar quatro hordas de inimigos para completar cada nível, tendo em muita atenção que a saúde do personagem não se regenera entre combates.

A par dos combates existe a parte em que é preciso melhorar ou criar armas e armaduras, também importante a ter em conta uma vez que o jogo pode não permitir jogar determinado nível caso o equipamento do personagem não esteja à altura. Isto levará, por vezes, a ter que repetir alguns níveis de forma a ganhar os números necessários para prosseguir, o que se pode tornar algo frustrante e repetitivo. É ainda possível saquear bases de outros jogadores, pilhando os seus recursos enquanto se constrói e melhora as defesas da sua própria base tornando-a mais segura de modo que fique protegida quando estiver ausente.

Iron Blade: Medieval Legends tem todos os ingredientes de um bom jogo do género, mas algumas mecânicas tornam-no algo repetitivo o que poderá desagradar alguns jogadores. Está disponível gratuitamente para dispositivos Android e iOS.