O serviço Google Wallet foi apresentado em 2011 mas nunca chegou a cumprir os objetivos definidos. Com adesão registada ao Apple Pay, que tem conquistado bastante interesse, a Google quer agora reforçar a aposta nesta área.

Uma parceria ontem anunciada com a AT&T, Verizon Wireless e T-Mobile quer agora estender a utilização do Google Wallet em smartphones Android vendidos por estas operadoras até final do ano.

Em vez de depender de uma app que os clientes têm de instalar, a Google quer que o serviço funcione como o da Apple: tem de estar pré-instalado e ligado às várias aplicações para ser simples de utilizar.

Para além da conveniência, a Google quer também melhorar outras funcionalidades do serviço e por isso vai comprar tecnologia de pagamentos móveis e patentes à Softcard.

Os pagamentos móveis estão ainda a dar os primeiros passos mas os analistas acreditam que esta será uma das grandes tendências. Depois de vários anos de experimentação de modelos diferentes a iniciativa da Apple parece ter desbloqueado o potencial e várias empresas estão a acelerar para recuperar terreno, entre as quais a Google e a Samsung, que comprou recentemente a LoopPay.

Há quase cinco anos, quando lançou o Wallet a Google fez ainda alguma publicidade ao serviço. E o primeiro "cliente" foi George Costanza, personagem da série Seinfeld que era conhecido por se esquecer da carteira nos momentos mais convenientes. Reveja abaixo o vídeo.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.