Na verdade há várias, e o TeenSafe é apenas uma das mais conhecidas aplicações, ou serviços, que promete monitorizar de forma eficiente os smartphones iOS e Android. Por um "pequeno" pagamento mensal.

Mensagens no iMessage ou no Whatsapp, chamadas, localização, posts nas redes sociais e pesquisas e navegação passam a ser tão acessíveis para os pais como para os filhos. Mesmo que tenham sido apagadas. E tudo de forma discreta.

Para os criadores do TeenSafe a perspetiva do software que disponibilizam é de proteção dos mais novos, mas há o reverso da medalha e há quem possa considerar, sem estranheza, que se trata de vigilância e intrusão da privacidade. Mesmo em menores de 18 anos.

O serviço tem sido bastante contestado mas continua a fazer o seu caminho nos países onde está disponível - Estados Unidos, México, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Os criadores do site apresentam o lado positivo e dão alguns conselhos sobre como conversar com os mais novos. E para quem ainda tem dúvidas, explicam os perigos que correm se não exercerem o poder de vigilância num vídeo.

Mesmo assim, considerando todas as vantagens de proteção, onde está a linha que separa o abuso de vigilância do cuidado parental?


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.