A Musical.ly ganhou a sua popularidade entre os adolescentes ao permitir a criação de vídeos curtos, de 15 segundos, com edição de som e de clipes musicais de todo tipo, possibilitando a partilha com outros utilizadores. Agora, os utilizadores da app foram migrados automaticamente para o TikTok, um serviço parecido com o Vine e que se tornou a aplicação mais descarregada do mundo no primeiro trimestre de 2018 da App Store.

Embora ofereça os mesmos serviços que a Musical.ly, a aplicação Tik Tok tem um editor de vídeo muito mais poderoso. Este pode ser o trunfo da ByteDance, a empresa chinesa que comprou a Musical.ly por 800 milhões de dólares em novembro de 2017, para conseguir entrar no mercado dos EUA.

Desta forma, a ByteDance poderá tentar fortalecer a liderança no mercado de aplicações móveis entre os jovens ao unir os cerca de 100 milhões de utilizadores mensais ativos no Musical.ly com os mais de 500 milhões da Tik Tok.

A nova versão da aplicação, disponível quer para iOS como para Android, terá melhorias. Segundo a empresa, a nova plataforma reunirá os elementos mais populares das duas apps e, entre as novidades, está um recurso que envia alertas para avisar o utilizador quando ele passa mais de duas horas a navegar na plataforma.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.