A ferramenta que o Facebook vai ‘matar’ já existe há vários anos e por isso pode ter criado hábitos enraízados em vários utilizadores: todas as fotografias captadas com o smartphone eram sincronizadas automaticamente com a plataforma, mas não tornadas públicas. Agora quem quiser manter esta funcionalidade terá de descarregar uma app à parte.

A aplicação Moments será agora a única forma de manter esta funcionalidade ativa. O Facebook ‘empurra’ assim para os utilizadores o serviço que foi anunciado em setembro.

Mas a rede social está a fazer a transição por forma a não deixar ‘pontas soltas’. Os utilizadores que não quiserem migrar para a Moments vão poder descarregar todas as fotos sincronizadas num ficheiro .zip, sendo que as mesmas serão depois eliminadas da rede social, adianta o TechCrunch.

A sincronização automática deixa de estar disponível no dia 10 de janeiro, pelo que terá até essa altura para decidir o que fazer aos seus registos fotográficos.

Esta não é a primeira vez que o Facebook desliga uma funcionalidade nas aplicações principais para dar mais destaque a outros serviços. O mesmo aconteceu com a aplicação Messenger, que ganhou muito mais protagonismo no ecossistema da tecnológica após esta decisão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.