Eram mais de 500 aplicações a concurso, mas depois da primeira fase de avaliação sobraram pouco mais do que 200. De Portugal existiam sete representantes, um valor que foi suficiente para garantir dois galardões para criadores nacionais na “finalíssima” do Word Summit Award Mobile (WSA-mobile).



A Mobizy, da Tekever, foi distinguida na categoria de Negócio e Comércio. A aplicação permite uma gestão de negócio mais simples e cómoda, tendo como público alvo as pequenas e médias empresas (PME).





Já a ColorADD, desenvolvida por Rui Seiça, Rui Cardoso e Marta Lisboa, está entre os vencedores da categoria Inclusão e Empoderamento. A aplicação permite fazer o reconhecimento de cores via dispositivo móvel, uma solução que quer ajudar pessoas com dificuldades em reconhecer cores a identificar melhor a "paleta de tons" que os rodeiam no dia a dia.





As aplicações portuguesas vão ter ainda a oportunidade de mostrarem porque são melhores do que as congéneres nos seus respetivos campos de competição. Em fevereiro de 2015 serão conhecidos os vencedores por categoria.



Atualmente apenas existem 40 aplicações a concurso, mas o facto de já estarem na etapa final de avaliação é uma mais valia para o ecossistema tecnológico português, sobretudo o que está ligado ao segmento dos serviços e dispositivos móveis.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.