Os dados foram revelados por Jan Koum, cofundador do WhatsApp e atual membro do conselho de administração do Facebook – que detém o serviço – numa publicação no seu perfil daquela rede social.

O crescimento do número de utilizadores abrandou nos últimos meses, mas ainda assim a marca não deixa de ser impressionante, quando há um ano se situava nos 600 milhões.

O valor agora divulgado surge quatro meses e meio depois de terem sido atingidos os 800 milhões. Os 100 milhões anteriores foram conseguidos em três meses e os outros 100 milhões antes ainda em menos tempo.

O abrandamento do ritmo de crescimento poderá colocar, no entanto, em causa a intenção de chegar aos mil milhões de utilizadores ativos até ao final do ano.

Será a partir dessa marca que Mark Zuckerberg pretende começar a monetizar o serviço. A respeitar as promessas feitas por Jan Koum, qualquer que seja o modelo de negócio adotado deverá passar ao lado de anúncios ou jogos.  

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.