A autoridade alemã para as telecomunicações anunciou este fim-de-semana a proibição da utilização de smartwatches a todas as crianças. Aos pais, a Bundesnetzagentur pediu que destruam estes equipamentos.

De acordo com o portal Gizmodo, esta medida tem como alvo os relógios inteligentes para crianças, que são descritos pela agência como autênticos "equipamentos de escutas". As escolas já foram notificadas para tomarem atenção aos alunos que estiverem a utilizar dispositivos contemplados neste segmento.

As funcionalidades de geolocalização e de captura de som são as características que mais preocupam o governo alemão. Recorde-se que no passado mês de outubro, também a Organização Europeia dos Consumidores (BEUC) se expressou acerca deste tema, alegando que os smartwatches para crianças representavam uma ameaça séria à privacidade dos seus utilizadores. De acordo com o grupo, estes gadgets podem ser facilmente hackados e os atacantes podem aceder ou manipular remotamente a localização das crianças que os utilizam.

Se a preocupação se mantiver e estender a outros países, é possível que os decisores responsáveis se vejam obrigados a estabelecer novas regras de segurança para estes equipamentos, levando as fabricantes a elevar o nível dos seus sistemas de proteção.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.