O estudo é da responsabilidade da Wristly e a consultora ouviu mil utilizadores para apurar resultados, nos Estados Unidos e no Reino Unido.   

Entre os que não usam o sistema de pagamentos, o argumento mais referido é o suporte ainda pouco alargado à plataforma. Continua fora do sistema bancos como o Loyds no Reino Unido ou o Banco da Escócia, por exemplo.

 Mesmo assim, o estudo conclui que há uma propensão maior para utilizador o Apple Pay entre utilizadores do relógio, do que no universo de utilizador do smartphone, onde as pesquisas não costumam apontar para percentagens tão elevados

O Apple Pay tira partido da tecnologia NFC (Near-field communication) para permitir uma comunicação sem fios, a partir do dispositivo móvel, como meio de pagamento. Está disponível no relógio inteligente da marca e nas versões mais recentes do iPhone.

Ainda que o número de utilizadores do sistema seja elevado entre utilizadores do relógio não é fácil perceber o impacto real dessa adesão, já que a Apple nunca revelou números de vendas do relógio. 

O Apple Watch ainda não está à venda em Portugal.  

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.