A autonomia das baterias tem sido um problema na era dos smartphones. Já existem equipamentos com os quais já possível apenas carregar de dois em dois ou até de três em três dias, mas muitos consumidores ainda têm na memória as baterias “infinitas” dos telemóveis da geração passada.



A empresa StoreDot decidiu abordar o assunto de forma diferente. Enquanto todas as fabricantes trabalham para aumentar a capacidade de carga das baterias, esta empresa decidiu redesenhar a bateria para que a mesma carrega de forma ultrarrápida.



Mesmo ultrarrápida. O diretor executivo da StoreDot, Doron Myersdorf, considera que quando a tecnologia estiver no “ponto” será possível carregar um telemóvel num ou dois minutos. O Mashable esteve na CES e comprovou que de facto foi possível carregar a bateria de um Samsung Galaxy S5 em apenas dois minutos.



O segredo está na constituição interna das baterias que foi alterada para que seja mais rápido o processo de carregamento.



Mas eis as “obrigatórias” contrapartidas: a autonomia das baterias vai diminuir drasticamente, para cinco horas sensivelmente, e o preço também vai aumentar. Uma bateria da StoreDot pode vir a encarecer a produção de um smartphone em 50 dólares.



Este motivo pode afastar alguns fabricantes que procuram sempre conseguir a maior margem de lucro possível com os dispositivos lançados no mercado, mas Doron Myersdorf garantiu que “os grandes nomes” já iniciaram conversações para incluir esta nova tecnologia em alguns dos seus dispositivos.



Quanto à baixa autonomia, o CEO garante que isso não um problema a partir do momento em que um carregamento completo dura apenas 120 segundos.



A StoreDot já tem mais planos além dos dispositivos móveis e em 2016 espera poder apresentar um protótipo de bateria para carros elétricos que permitirá também o carregamento em apenas alguns minutos em vez de horas.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.