De acordo com Margrethe Vestager, comissária europeia que tutela a pasta da concorrência, a União Europeia vai debater a possibilidade de introduzir medidas no sentido de estimular a adoção de um carregador universal, transversal a todos os smartphones do mercado único.

Este é um objetivo que tem sido defendido pela UE há já quase uma década. Em causa está o desperdício de material eletrónico, que se pode tornar inútil depois de um utilizador trocar de smartphone. De acordo com a Reuters, esta é uma mudança com potencial para agradar os consumidores tanto de Android como de iPhone.

Europa dá luz verde para carregadores universais de telemóveis
Europa dá luz verde para carregadores universais de telemóveis
Ver artigo

Em 2009, empresas como a Apple, Samsung e Huawei assinaram um memorando voluntário de entendimento, que oficializava uma intenção comum, partilhada entre 14 empresas tecnológicas, de padronizar o tipo de carregador móvel que chegaria ao mercado a partir de 2011. Novas cartas foram assinadas em 2013 e 2014, depois desta ter expirado. Uma vez que o compromisso não se concretizou, a comissária afirmou não estar satisfeita com o estado das coisas.

"Dado o progresso insatisfatório que esta abordagem voluntária tem gerado, a Comissão vai iniciar, muito em breve, uma análise aos benefícios e aos custos inerentes às restantes opções que temos [para harmonizar o segmento dos carregadores móveis]", esclareceu Vestager no passado dia 1 de agosto, em resposta a um deputado europeu.

O estudo vai aferir a necessidade de serem tomadas medidas que possam intervir neste processo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.