A imprensa internacional e as redes sociais referem-se ao problema como Gapgate – o Samsung Galaxy Note 4 tem uma falha entre o ecrã e o rebordo do telemóvel que permite aos utilizadores, por exemplo, colocarem um cartão de apresentação nesta falha. É caso para dizer: mind the gap.



Esta aparente falha no design e construção do telemóvel é na realidade uma “funcionalidade” reconhecida pela Samsung. No livro de instruções do telemóvel, como revela a imprensa internacional, a tecnológica fala na falha e diz que com o tempo é possível que a mesma venha a aumentar.



Basta fazer uma introspeção para tentar perceber que problemas isto pode trazer aos utilizadores: se existe uma falha, que até dá para colocar um cartão, então é suscetível à entrada de poeiras, pode ser menos estanque que os outros modelos e pode até condicionar a resistência a choques.



Ainda não é certo quantos telemóveis são afetados por este problema, mas a Samsung já reagiu ao Trusted Reviews dizendo que a qualidade de utilização do telemóvel não é impactada. Apesar de serem referidos vários casos semelhantes, são sempre as mesmas imagens que circulam nas redes sociais:

[caption]Nome[/caption]

O Samsung Galaxy Note 4 apenas ainda estreou na Coreia do Sul e é de lá que vêm os relatos do problema. O telemóvel vai estrear-se nos próximos dias em mais mercados e resta saber se os consumidores vão ficar “assustados” pelos relatos do Gapgate.

O caso surge pouco tempo depois de o lançamento dos novos iPhone também ter sido abalado pelo Bendgate – o iPhone 6 Plus fica dobrado quando aplicada uma pressão significativa sobre o telemóvel.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.