A pesquisa testou ambas as situações e concluiu que não assim tantas diferenças entre as duas situações, no que se refere à capacidade dos condutores para reagirem a uma situação de perigo.



Num e noutro caso, os gadgets revelam-se um fator de distração, que aumenta o tempo de reação dos condutores, numa situação que exija uma resposta rápida, como uma travagem. É assim mesmo no caso dos Google Glass, embora o dispositivo permita usar a voz para escrever mensagens.



A única vantagem que a experiência atribuiu aos Google Glass, face ao smartphone. Quem usou os óculos da Google recuperou mais rapidamente a atenção à condução que os utilizadores do Galaxy Nexus, usados no teste.



O estudo é da responsabilidade da Universidade central da Flórida e os resultados foram publicados na revista Human Factors.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.