A iFixit, especialista em reparações de smartphones e outros equipamentos eletrónicos, avaliou a dificuldade em desmontar o novo Huawei P30 Pro. O topo de gama da empresa chinesa, que se foca especialmente na fotografia, obteve uma pontuação final de 4 em 10 (por ordem decrescente de dificuldade).

Para a iFixit, o processo de reparação é bastante dificultado logo desde o início pelo facto do vidro estar colado com demasiada força, tanto à frente como atrás. Por outro lado, essa situação aumenta o risco de quebra.

A especialista considera também que uma possível reparação do ecrã seria complicada pela excessiva aderência, não só da própria tela, como também da parte traseira do chassis e da bateria.

Também a eventual substituição da bateria não seria uma tarefa fácil, devido mais uma vez, à utilização de cola demasiado forte. Por outro lado, a iFixit refere que a maior parte das componentes têm a vantagem de poder ser substituídas de forma independente (a exceção é o auscultador de ouvido).

Como fator positivo, a especialista destaca também que todos os parafusos podem ser retirados com uma só chave de fendas (neste caso, uma Philips). Poderá acompanhar todo o processo de desmontagem do Huawei P30 Pro no site da iFixit.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.