Entre os computadores da linha Legion, a Lenovo estreia agora o seu primeiro smartphone dedicado ao gaming. O Legion Phone Duel assume-se como o compromisso da marca em oferecer um modelo topo de gama do mercado, mas cunhar os seus próprios mecanismos para ajudar os jogadores a obterem mais diversão e imersão durante as suas sessões de jogo.

Ainda antes de falar do novo smartphone, Fabio Capocchi, gestor de produto e operações da Lenovo Ibéria, passou um resumo da tecnologia da empresa e traçou os pilares dos produtos Legion para 2020. Considerando o design, que embora tenha um estilo visualmente “agressivo” para os seus produtos de gaming, estes devem ser práticos, e neste caso, sem cabos a atrapalhar a utilização. No interior, a otimização do espaço em prol da refrigeração Legion Coldfront 2.0 é uma das prioridades dos seus computadores. Um conjunto de sensores garante que os produtos, como o portátil Legion 7, possam "adivinhar" a temperatura interna antes do mesmo começar a aquecer.

Relativamente ao Legion Phone Duel trata-se de um smartphone 5G (e com suporte Wi-Fi 6), com seis configurações de layout à escolha dos jogadores, mudando não só o design do HUD, como as cores e ícones do tema. A marca salienta ainda o modo Casa, para transmitir ou reproduzir a imagem numa televisão ou monitor externo, juntamente com um teclado e rato wireless para interagir com os conteúdos. Ou caso prefira, usar uma dockstation para ligar os periféricos através de fios.

O smartphone foi totalmente desenhado com os jogadores em mente, tendo reunindo mesmo o feedback de jogadores profissionais e hardcore, mas também aqueles que jogam socialmente. E claro, os fãs da marca Legion foram chamados a contribuir. O design do smartphone beneficiou desse feedback, não só a nível de hadware, como em termos de software. Em primeiro lugar, a sua interface foi adaptada para ser utilizada na horizontal, como na vertical, conforma a utilização dos jogadores.

No seu interior, o design da motherboard é igualmente revolucionária, afirma Fabio Capocchi. Exemplo disso é que o smartphone tem duas baterias de 2.500 mAh, colocadas nas extremidades do equipamento, somando assim 5.000 mAh. A decisão desta configuração prende-se com a melhor capacidade de dissipar o calor, com tubos duplos de refrigeração líquida e cobre, tornando-o também mais fácil de segurar enquanto jogam.

De salientar ainda a porta de carregamento central, para que o cabo não estorve durante as sessões de jogo, caso necessite de carregar a bateria. No entanto, requer o uso de dois cabos de carregamento de 90 W para cada bateria. A Lenovo garante que em 10 minutos o smartphone recebe 50% de carga, e a totalidade em 30 minutos. O seu Vapor chamber tem uma folha de grafite para garantir melhor dissipação do calor.

Não há dúvida que mais que um simples smartphone potente para correr os jogos mais exigentes do mercado, este pisca o olho às consolas portáteis, nomeadamente a híbrida Switch da Nintendo. Isto deve-se aos diversos elementos do próprio smartphone, como o joystick virtual e botões de disparo incorporados no seu chassis. Além disso, tem mecanismos de vibração dupla, o que ajuda a maior imersão graças ao feedback transmitido durante a ação. A velocidade e o nível de pressão dos gatilhos podem ser personalizados. E como exemplo, num jogo de condução, um pneu que pise gravilha sente-se a vibração apenas do lado correspondente da viatura, de forma a passar maior imersão aos jogadores.

No seu interior estão todos os mimos tecnológicos necessários para competir com os topos de gama do mercado: processador Snapdragon 865 Plus 5G da Qualcomm, até 16 GB de RAM LPDDR5 e armazenamento interno de 512 GB USF 3.1. Tem um ecrã AMOLED de 6,65 polegadas, com resoluções até 2340x1080, e uma taxa de atualização de 144 Hz. Por outro lado, o toque responde a uma taxa de 240 Hz. Não poderiam faltar os LEDs personalizáveis, que permitem definir a intensidade e as cores com que os jogadores querem usar o equipamento.

Relativamente a câmaras, o Legion Phone Duel tem um sensor traseiro de 64 MP, suportado por um sensor de quatro pixels com uma resolução de 16 MP para captar fotos em condições mais escuras. O smartphone consegue ainda gravar em 4K até 30 FPS. A câmara selfie é de 20 MP. De salientar que o sistema está otimizado para fazer streamings, com a câmara frontal poder ser colocada Picture in Picture na imagem que está a ser captada pela traseira. O utilizador por colocar a pequena janela da câmara em qualquer área do ecrã, neste sistema de dupla visão.

O equipamento tem também um adaptador USB-C par aligar periféricos externos, como teclados e ratos, assim como a ligação a um monitor. O smartphone pesa 239 gramas e tem 9,9 mm no seu ponto mais fino.

O sistema Legion Assistant, é a tecnologia que gere todos os movimentos e toques no smartphone, assim como o gamepad virtual. Os sensores de giroscópio detetam os movimentos, as mudanças de orientação, incluindo vídeos a 360 graus para otimizar toda a experiência. Como exemplo, usando o joystick virtual com um dedo enquanto aponta ou move as personagens em outra direção. Serve para jogos de ação, mas também para condução, para que possa olhar o cenário em redor, enquanto vira o volante noutra direção. O Assistant pode ser configurado para não receber chamadas enquanto joga, por exemplo.

O Lenovo Legion Phone Duel está disponível no mercado em duas cores: Vengeance Black e Blazing Blue e tem duas configurações de RAM e armazenamento interno de 12/256 GB e 16/512 GB com o preço de 899 e 999 euros, respetivamente.

Nota de redação: notícia atualizada com mais informação às 12:44.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.