Este ano a Samsung e o Galaxy voltam a ser uma das principais estrelas do Mobile World Congress, que só começa oficialmente amanhã mas que já está a animar Barcelona. Os novos Galaxy S9 e S9+ são o anúncio mais esperado, e o que foi mais alvo dos leaks com que as máquinas de rumores vão alimentando a internet. No ano passado a Samsung teve uma presença mais discreta, depois do lançamento em Barcelona do S7 que até teve direito à presença de Mark Zuckerberg numa entrada sorrateira entre milhares de espectadores entretidos com os óculos de realidade virtual.

O TeK esteve esta na semana passada em Londres, num pré-evento para o qual a Samsung convidou um número reduzido de jornalistas que durante cerca de 1 hora tiveram a oportunidade de experimentar os novos smartphones, à semelhança do que já tinha feito com o S8 no ano passado, e com  o S7 em 2016. E embora a experiência fosse curta, sem a possibilidade de instalar aplicações externas e com pouco tempo para "brincar" com os equipamentos, podemos comprovar que os novos Galaxy S9 hoje apresentados são sérios candidatos a conquistar os tops de vendas e de preferência dos consumidores.

E o que trazem de novo os dois Galaxy S9? É cada vez mais difícil surpreender e apresentar características diferenciadoras, sobretudo quando já se está num patamar tão elevado como acontece com os topos de gama da Samsung, e apesar disso é sempre com um  misto de expectativa e ceticismo que encaramos estas apresentações.

Para garantir a atualização e a fidelidade dos utilizadores a Samsung colocou quase todas as fichas na atualização da câmara fotográfica e das funcionalidade associadas. As fotografias e os vídeos são cada vez mais importantes para comunicar e os novos S9 estão muito virados para a procura da imagem perfeita, que surpreenda e consiga um efeito profissional com pouco trabalho, e que depois possa ser partilhada de forma fácil. A funcionalidade de Super Low Light, a redução de ruído das imagens e os novos AR Emoji entram todos nesta categoria de upgrades dos Galaxy.

Em termos de hardware os Galaxy S9 e S9+ continuam a apostar na lógica do ecrã infinito, reduzindo a moldura na base e no topo do telefone para aumentar a área útil da imagem, que se prolonga por todo o espaço do visor. O modelo S9 tem 5,8 polegadas e o S9+ apresenta 6,2 polegadas, em formato 18:5 num ecrã Super Amoled quad HD curved que é impressionante na forma como as imagens e vídeos são apresentadas.

Os dois smartphones partilham algumas das características, como o processador, que como seria de esperar trazem mais capacidade de processamento. Por dentro do S9 e S9+ está o processador Exynos octocore que combina um quad core de 2,7 GHz  e outro de 1,7 GHz (na Europa).

Nas câmaras fotográficas há diferenças a assinalar. A câmara frontal do S9 tem um sensor de 8 MP com uma abertura de 1.7 e a traseira tem um sensor de 12 MP. No S9+ Há uma dual camera com wide angle e super dual pixel, com telefoto de 12 MP. Também na bateria se estabelece a diferença, entre os 3.000 mAh do S9 e os 3.500 mAh do S9+.

Uma das mudanças, para melhor, é a do sensor de impressão digital, que agora está outra vez em baixo da câmara traseira, ultrapassando uma opção que foi muito criticada no S8.

O mundo da fotografia aumentado e em (super) slow motion

A Samsung tinha montado em Londres um mini estúdio com várias experiências para mostrar as capacidades dos Galaxy S9, principalmente na fotografia e no som. O super slow motion, e a captura de imagens mesmo em ambientes de luz muito reduzido (quase noite profunda) foram mostrados em ambientes mais ou menos controlados, com a capacidade de adaptação inteligente do sensor da câmara aos diferentes ambientes, e uma melhoria significativa em relação ao que já era conseguido no S8.

Para quem gosta de ambientes luminosos pode também beneficiar com a melhoria de imagens em ambientes de muita luz. E para as selfies a possibilidade de usar o Wide Angle, que se ajusta automaticamente para mais pessoas poderem caber na mesma imagem, é também uma melhoria bem vinda.

Em termos de software a possibilidade de combinar 12 imagens em cada captura para produzir uma fotografia com menos ruído, com o multi frame noise reduction, vai ser percebida só por quem tem olho clínico e em imagens muito aumentadas, mas o resultado é geral é realmente melhor.

Quem quiser fizer experiências vai poder usar e abusar do Super slow motion, onde a técnica foi melhorada para captar mais frames, de forma mais rápida, com deteção automática de movimento. A usabilidade foi também uma das apostas e é mais fácil captar as imagens, transformá-las em GIF e adicionar música, transformando também o resultado final num wallpaper muito personalizado para ver sempre que olha para o smartphone.

Uma nova mania com emojis

Os AR Emoji são uma das grandes novidades da Samsung. A tendência dos emojis animados, avatares e animojis parece estar para ficar e a Samsung também tem uma palavra, ou um emoji, a colocar nesta conversa. Com a ajuda da câmara a ferramenta ajuda a definir um emoji personalizado, baseado na sua imagem, com expressões realistas que podem depois ser usadas em múltiplas aplicações de comunicação.

Na verdade os emojis não são assim tão realistas e até são um bocadinho assustadores, mas vão de certeza animar as suas comunicações.

Notas ainda para as melhorias no Bixby Vision, o sistema de deteção automática de imagens e "tradução", que foi melhorado com a utilização de informação de localização, e que também contabiliza as calorias da comida. Basta apontar a câmara para o prato. Uma funcionalidade que se calhar não deve usar em simultâneo com a captura de fotos de #foodporn para o Instagram. Há ainda novas ferramentas de conetividade, com uma app para ligar aos dispositivos inteligentes.

Em alguns países a Bixby está a ser usada numa parceria com a Sephora para experiências de maquilhagem, com um botão direto para comprar os produtos de que mais gostou.

E apesar de todas as funcionalidades acessórias à função principal do smartphone (!) a Samsung claro que o Galaxy S9 é um telefone, serve para telefonar e aceder a dados, e por isso também fez melhorias na conetividade e suporte de redes LTE, garantindo que é o primeiro com Gigabit LTE que será implementado nas redes de vários operadores este ano.

Conte igualmente com a capacidade de resistência à água e pó IP68, e carregamento rápido, assim como o "companheiro" DEX que foi renovado num modelo mais fácil de utilizar.

O Galaxy S9 e S9 + vão estar disponíveis para pré reserva a partir de hoje e chegam às lojas a 16 de março em três cores: midnight black, lilac purple e coral blue. Os preços para Portugal são a partir de 869,90 e 969,90 euros para o S9 e S9+, respetivamente.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.