A Xiaomi está de malas e bagagens na MWC, pronta a mostrar as suas novidades para lançar durante o ano. Já se conhece o seu flagship, o Mi 9. É mais um smartphone que introduz o sensor biométrico de impressões digitais no ecrã, 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento na sua versão mais “apetrechada”. O equipamento da fabricante chinesa oferece um ecrã de 6,4 polegadas, prometendo uma ocupação de 91% do ecrã, devido ao notch minimalista em forma de gota de água.

Ao nível de câmaras fotográficas, que é uma característica muito considerada, sobretudo em equipamentos premium, o Mi 9 entra na “guerra” dos sensores de 48 MP de resolução. A acompanhar, conte com mais dois sensores no conjunto: uma grande angular de 16 MP e outra de 12 MP com zoom ótico 2X. Se vai fazer frente ao Mate 20 Pro e ao Samsung S10 Plus? Veja mais em baixo as suas características.

Outro smartphone que se espera é o Mi Mix 3 com uma versão 5G. A versão “normal” foi lançada em janeiro com um Snapdragon 845 e 6 GB de RAM, alimentado com uma bateria de 3.200 mAh. No evento, será apresentado uma versão melhorada do modelo com suporte a 5G, fazendo companhia ao Samsung S10 5G, como um dos primeiros a chegar ao mercado.

“Hola”, Jun Lei, o representante da Xiaomi cumprimentou a plateia presente na Catalunha, prometendo pela primeira vez o lançamento de um novo produto durante o Mobile World Congress. “We Make it Happen” serve como tema para a sua atitude, como empresa jovem (que chegou ao mercado há apenas alguns anos), mas manteve sempre uma mentalidade de “fazer as coisas acontecer”. Uma empresa feita por fãs, para fãs de tecnologia, avança o patrão da Xiaomi. As expetativas ficaram agora mais elevadas… A empresa é neste momento a quarta maior fabricante de smartphones do mundo, tendo aumentado a sua receita em 24%, face ao ano passado. De interesse para o evento, a empresa menciona que é agora líder do mercado espanhol e no que diz respeito a wearables, é a principal fabricante do mundo.

xiaomi

A empresa tem mais de 2000 produtos espalhados por diferentes ecossistemas, graças a parcerias com mais de 200 empresas. A Philips é a mais recente parceria para trazer lâmpadas e soluções de iluminação inteligente para as smart homes. Durante uma demonstração em direto, foi montada uma sala improvisada para mostrar que, através de uma app no smartphone, é possível programar o sistema inteligente de iluminação. Assim que abriu a porta, não só acendeu a luz automaticamente, como o aspirador, que estava a limpar o chão, regressou à sua dockstation. Ligou ainda o purificador do ar, através do Google Assistent, experiência que infelizmente não correu bem, por “teimosia” do sistema. Acontece em eventos em direto…

Confirmando a tecnologia 5G, Jun Lei revelou que pretende fundir a sua tecnologia de quinta geração mobile na estratégia para o IoT nos próximos anos. Destaca as velocidades da rede, a baixa latência e o aumento de conectividade. A empresa refere que já se encontra a trabalhar na tecnologia 5G desde março de 2017 com as infraestruturas chinesas, para trazer a nova geração o mais rápido possível ao mercado, tendo como grande parceira a Qualcomm.

Cristiano Amon, o presidente da tecnologia especialista em chips para smartphones, refere que a parceria existe desde que a Xiaomi era uma empresa “com meia dúzia de gatos pingados”. A Qualcomm viu também na estratégia uma oportunidade para penetrar no mercado chinês. “O 5G está aqui, não em 2020 ou 2021, mas sim 2019, que vai ser o ano da nova geração mobile”, afirma Cristiano Amon, fazendo uma dissertação completa de como o 5G irá mudar as vidas das pessoas. Nada que já não se saiba… O 5G vai permitir manter os smartphones ligados à computação em nuvem, o que dispara a capacidade de processamento dos sistemas de inteligência artificial. A parceria com entre a Qualcomm e a Xiaomi vai assim permitir ligar os equipamentos da empresa chinesa ao 5G.

Mi Mix 3 5G

Dentro deste contexto, Donovan Sung, gestor de produto da Xiaomi confirmou assim o Mi Mix 3 5G, que vai chegar ao mercado em breve. Terá o novo processador Snapdragon 855 e o modem Snapdragon X50 5G, que permite 20 vezes melhor performance de ligação, com downloads de 15 minutos de vídeo de 1080p em apenas um segundo. Para demonstrar a tecnologia, fez uma chamada em vídeo, utilizando a empresa de telecomunicações Orange na ligação. "É a primeira vez, na história da Xiaomi, que fazemos uma chamada 5G real, fora da China. Não é falso, foi uma chamada real, como pode ver o simbolo do 5G e o logotipo da Orange", destaca o gestor de produto, excitado, mas nervoso por ter corrido bem. Desta vez...

O smartphone mantém as características do Mi Mix 3 original, incluindo o botão de acesso direto ao Google Assistent. A versão 5G do Mi Mix 3 terá duas cores: Onyx Black e Sapphire Blue e será lançado no mercado por um preço a arrancar em 599 euros. Ainda não tem data certa de lançamento, mas será em maio, adianta.

Mi 9

O gestor de produto anunciou ainda o lançamento o Mi 9, que depois de ter sido lançado no mercado chinês há poucos dias, chega em breve ao ocidente. Tem um sistema de câmara tripla, e vai ser lançado em três cores: azul, preto e violeta. Tem um revestimento refletivo e Corning Gorilla Glass para proteger o equipamento. Tem um anel iluminado em torno da lente superior do sistema triplo de câmaras traseiras. As câmaras estão protegidas por um material que inclui safiras. O equipamento tem uma curvatura nas suas arestas, lembrando a linha Edge dos Samsung Galaxy.

O dispositivo tem um ecrã AMOLED com um notch minimalista (em forma de gota) de 6,39 polegadas, e inclui um sensor biométrico de impressões digitais no display, para desbloquear rapidamente o sistema. A marca aposta ainda no sistema profissional fotográfico, com uma lente de telefoto 2X, uma grande angular e uma ultra-wide para criar efeitos panorâmicos. Terá ainda o sensor da Sony IMX586 para obter uma qualidade de 48 MP. A inteligência artificial irá igualmente ajudar a obter as melhores fotografias, sejam paisagens, imagens de comida, entre outros cenários identificados pelo sistema. O CMOS sensor do smartphone promete ainda capturar imagens em condições de baixa iluminação.

A aposta nas fotografias panorâmicas vai permite premir um botão específico para obter mais área da imagem, através de um sistema de "zoom out", igualmente suportado por IA, que aconselha os utilizadores a ativar a funcionalidade. O sistema panorâmico funciona igualmente no modo retrato, permitindo assim capturar mais fundo para as imagens de família. E para aqueles que desejam capturar macros, pode fazê-lo a 4 cm de distância dos objetos.

O vídeo é uma grande aposta do Mi 9, suportando imagens em slow motion a 960 fps. No DXOMark obteve 107 pontos, encaixando-se assim no quarto lugar, atrás do Huawei Mate 20 e Pro e o Samsung S10, mas em primeiro lugar no que diz respeito a qualidade de vídeo.

O smartphone terá também o processador Snapdragon 855 da Qualcomm e uma bateria de 3.300 mAh, prometendo carregamento rápido a 20 watts via wireless, o primeiro do mundo, refere, obtendo 100% de bateria em 90 minutos, "o mais rápido do mundo", refere o representante da Xiaomi.

O preço arranca em 449 euros para versões de 6 GB e 64 GB de armazenamento e 499 para a versão de 128 GB. As pré-vendas arrancam hoje em Espanha e França, e a partir de 28 em Itália. Para já não há confirmações de preços e data de lançamento dos novos smartphones para o mercado português.

O terceiro produto revelado na conferência foi o Mi LED Smart Bulb, uma lâmpada inteligente, que permite escolher até 16 milhões de cores, capaz de ajustar a densidade da iluminação e será compatível com o Google Assistent e Alexa da Amazon. Pode ser utilizada com a app Mi Home. A Xiaomi alega que a lâmpada é amiga do ambiente, e pode durar até 11 anos. A lâmpada custará 19,9 euros, ao contrário da concorrência que vende a tecnologia a cerca de 49,9 euros, segundo a empresa.

O SAPO TEK está a explorar todos os espaços da Mobile World Congress 2019 e trouxe já as principais novidades e tendências, assim como anúncios de produtos, mas ainda tens mais para contar e pode continuar a acompanhar tudo aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.