Numa parceria com a IPSOS, a Samsung realizou um estudo sobre o nível de perceção dos portugueses em relação à quinta geração móvel, realizado durante o mês de agosto. O estudo foi realizado através de um inquérito online, onde participaram 750 indivíduos maiores de 18 anos, sendo 52% do sexo feminino e 48% masculino, de todas as regiões nacionais.

Os resultados que foram agora partilhados revelam que 84% dos inquiridos já ouviram falar sobre o tema do 5G, mas 68% da amostra desconhece os seus benefícios. Uma em cada dez pessoas possui um equipamento compatível com a quinta geração de rede móvel.

Sobre a implementação da nova rede móvel, as videochamadas devido a teletrabalho com elevada qualidade (81%) e o acesso a uma ligação sem falhas (82%), assumem-se como as principais necessidades dos portugueses relacionadas com o 5G. Quanto às vantagens de introdução, 49% dos inquiridos salienta a velocidade de download, seguindo-se a melhoria do desempenho dos seus equipamentos.

Já 70% dos participantes dizem-se satisfeitos com a atual rede 4G do país. Quanto aos aspetos negativos, o destaque vai para a falta de cobertura em zonas mais remotas, cerca de 16% refere que é um dos principais motivos de desagrado sobre o 4G.

Quanto ao nível de satisfação este mostra-se bastante superior quando comparados os parâmetros entre utilizadores com equipamentos 4G e utilizadores que possuem smartphones já compatíveis para a rede 5G. Os utilizadores destacam o entretenimento, incluindo o serviço de streaming, qualidade de vídeo e rapidez de download com equipamentos 5G como mais satisfeitos, inclusive ao nível de cobertura em zonas mais remotas ou ao nível do acesso a plataformas como Netflix.

Para 45% dos utilizadores, é a diferença de desempenho entre a rede móvel atual e a nova geração a motivação para a compra de um smartphone 5G. Mas apenas 41% dá como certo a compra, considerando os valores mais elevados a pagar, assim como maior vulnerabilidade a ciberataques. Na escolha de equipamentos, 12% dos inqueridos salienta a segurança como prioridade, percentagem igual para a capacidade de armazenamento interno.

Nuno Parreira, diretor de telecomunicações da Samsung, afirma que “a discussão em torno do 5G, em Portugal e no Mundo, é crítica para empresas e cidadãos. Mas o debate sobre o arranque desta nova tecnologia, ainda que enquadrado num vasto e complexo conjunto de investimentos e congregação de vontades comuns, não pode ser dissociado da perceção que a sociedade tem desta tecnologia e dos seus benefícios para os múltiplos setores de atividade”.

O estudo revela que a prioridade no que diz respeito a conectividade é o teletrabalho, fruto das necessidades da pandemia.

A Samsung explica que depois de ter feito uma breve introdução da tecnologia a todos os inqueridos sobre as vantagens do 5G, a perceção das pessoas foi alterada, obtendo resultados ilustrativos quanto ao impacto da quinta geração na sociedade e diferentes atividades. Cerca de 39% dos inquiridos consideram que serão necessários sistemas e equipamentos mais seguros, pelo número crescente de dispositivos ligados entre si.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.