O Samsung Galaxy Alpha pode ter os dias contados, mas a tecnológica sul-coreana quer aproveitar o conceito do smartphone para produzir equipamentos mais baratos. O Galaxy A7 é o mais recente resultado desta linha de pensamento juntando as especificações exigíveis, uma construção mais cuidada e um preço que promete ser mais simpático que os 700 euros do Alpha.



Ao nível de características técnicas o telemóvel tem um ecrã de 5,5 polegadas com resolução Full HD, dois processadores de quatro núcleos cada, 2GB de RAM, 16GB de armazenamento interno, suporte para redes 4G e sensor fotográfico de 13 megapíxeis.



O smartphone tem ainda a vantagem de ser Dual-SIM e de ter uma construção mais cuidada, sabendo os gostos da Samsung – que fabrica quase todos os equipamentos recorrendo exlusivamente a plástico. Já este Galaxy A7 tem o mesmo rebordo metálico que o Alpha e também goza da mesma “finura” - 6,3 milímetros de espessura.

Do lado menos atrativo o Galaxy A7 apresenta-se ainda com a versão 4.4 do Android, quase três meses depois de a Google já ter revelado o Android Lollipop.

A Samsung não quer revolucionar o mercado com este equipamento, pretende antes reforçar o número de dispositivos de gama média – já existe o Galaxy A3 e A5 que no geral acabam apenas por diferir no tamanho, sendo smartphones mais pequenos.

Ainda não há informação de quando o equipamento vai ficar disponível e em que mercados, mas de acordo com a imprensa internacional a Samsung deve optar inicialmente pelos chamados "mercados emergentes" como a América do Sul, Europa de Leste e Ásia. Quanto ao preço fica a promessa da Samsung de que será "competitivo".


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.