A divisão britânica do Gizmodo avança com a informação, de uma fonte interna da Samsung, de que a fabricante entregou a exclusividade de distribuição do seu Galaxy Flex à empresa de telecomunicações do Reino Unido EE, para quem o adquira com plano de comunicações. A versão desbloqueada do smartphone dobrável será vendida na loja online da Samsung e terá um custo entre os 1.500 e 2.000 libras (1.700-2.250 euros).

A publicação sugere que o smartphone possa ser incluído no programa Samsung Upgrade, que permite aos clientes pagarem 10% do valor em avançado e o resto em prestações durante dois anos. Os clientes podem fazer um upgrade para um novo telemóvel a cada 12 meses. A introdução do equipamento no programa faria sentido devido ao seu custo elevado.

É ainda referido que a Samsung planeia diferentes versões do Galaxy Flex, relativamente à RAM e o armazenamento interno, sendo o topo de gama o que baterá a marca dos 2.000 euros.

Quando foi apresentado oficialmente no início de novembro, a fabricante sul-coreana afirmou que o smartphone estava quase pronto a entrar na produção em massa, esperando-se o seu lançamento nos primeiros meses de 2019, em alguns mercados selecionados. Num recente anúncio, a Samsung reforçou que esperaria a produção de um milhão de unidades para a sua estreia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.