Embora “fisicamente” não se assemelhem aos ténis de Regresso ao Futuro II, a ideia por detrás é a mesma. O sistema automático dos novos Nike HyperAdapt 1.0 funciona através dos sensores instalados na sua base, que são ativados quando as sapatilhas são calçadas.

Existem dois botões, de lado de cada um dos ténis, que acionam o mecanismo de apertar ou alargar os "atacadores". O mecanismo pára quando sente tensão à volta do pé. 

As luzes embutidas acendem quando os "motores" para apertar ou alargar os atacadores estão em funcionamento. Também dão indicação acerca da carga da bateria do sistema: mais azulada, bateria plena, amarelada, dura mais dois ou três dias, vermelha bateria em baixo.

Segundo a Nike, os ténis demoram cerca de três horas a carregarem e têm autonomia para se apertarem durante duas semanas.

Esta era uma tecnologia que estava a ser desenvolvida desde 2013 e o modelo em causa foi especialmente criado a pensar nos atletas, dando-lhes a possibilidade de ajustar rapidamente as sapatilhas ao pé, para garantir um maior conforto.

Os Nike HyperAdapt 1.0 vão começar a ser vendidos nos Estados Unidos a partir do próximo dia 28 de novembro, mas ainda não se sabe quanto custam.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.