No espaço de um ano o mercado dos dispositivos inteligentes, que compreende a venda de PC, tablets e smartphones, cresceu 21,3%. No terceiro trimestre foram vendidos 870 mil SCD, com os smartphones a liderar ao representarem mais de 60% das vendas.

Entre julho e setembro deste ano foram vendidos 570 mil smartphones em Portugal, num crescimento superior a 20% relativamente a igual período do ano passado. A IDC Portugal considera que a concorrência entre as marcas e a renovação de produtos estão entre os factores que ajudam os smartphones a lideraram as vendas dos SCD.

No campo dos PC a empresa de análise apenas refere em comunicado que houve uma queda de 18,9% no terceiro trimestre, apesar do aparecimento de máquinas com novos formatos. O preço elevado dos computadores continua a impedir uma renovação mais frequente, analisa a IDC.

Como descreve a seguinte tableta, a Samsung continua a ser de longe a marca que mais dispositivos inteligentes vende em Portugal, seguida da LG que cresceu quase 400% e da Apple que assegura uma quota de mercado próxima aos 10%.

[caption]Nome imagem[/caption]

No cumulativo para 2013 a IDC estima que em Portugal sejam vendidos um total de 3,4 milhões de dispositivos inteligentes que vão gerar receitas de 950 milhões de euros, valor que vai representar um crescimento de quase 18% comparativamente a 2012.

Dos SCD, 650 mil vão ser tablets de acordo com as expectativas da empresa.

O diretor geral da IDC Portugal, Gabriel Coimbra, considera que o mercado dos smart connected devices vive uma "fase de expansão acelerada". "A mudança nos padrões de utilização vai continuar a fomentar a inovação e a criar novas oportunidades para a indústria", referiu o executivo.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.