A Apple admitiu esta quarta-feira, dia 20 de setembro, que o novo Apple Watch pode revelar problemas de conectividade. O relógio foi apresentado na semana passada, a par do novo iPhone 8 e do iPhone X, e as primeiras análises de utilização revelaram este defeito, que pareceu ser transversal à maioria das críticas sobre o equipamento.

De acordo com vários especialistas, o Apple Watch Series 3 revela alguns problemas no que toca à sua rede celular, o que causa, em consequência, várias dificuldades quando os utilizadores tentam utilizar a sua funcionalidade mais importante: realizar chamadas e utilizar dados móveis sem a ajuda de um telemóvel. Segundo os mesmos, este problema tinha origem num glitch causado pelo sensor de receção de sinal Wi-Fi.

 

A Apple afirmou ainda que o relógio pode ter problemas em ligar-se a redes LTE quando está conectado à internet de espaços públicos, mas adianta que está a desenvolver uma solução que deverá chegar a bordo da próxima atualização de software.

Apesar de ter sido detetado rapidamente, o defeito está já a originar casos de má publicidade para a marca, que vê publicações como o Wall Street Journal e o The Verge a aconselhar contra a aquisição deste aparelho.

À Reuters, Gene Munster, analista da Loup Ventures especializado na Apple, disse que estes problemas não deverão a afetar a tecnológica de Cupertino e considerou que estes problemas não podem ser surpresa, uma vez que "esta é a primeira geração de relógios da Apple com suporte para LTE".