A Apple tem feito várias "limpezas" de aplicações na App Store na China ao longo deste ano, mas antes de 2020 terminar bateu um recorde. No dia 31 de dezembro, a gigante tecnológica removeu 39.000 jogos no país, o maior número num único dia, com o total de aplicações eliminadas a chegar aos 46.000.

De acordo com a Reuters, e citando a Qimai, entre os vários jogos estão o título da Ubisoft Assassin’s Creed Identity e o NBA 2K20. A empresa de investigação garante ainda que apenas 74 dos 1.500 jogos pagos mais famosos na Apple Store sobreviveram ao "massacre".

Da Huawei ao TikTok: A “guerra” aberta pela Administração Trump à tecnologia chinesa tem fim à vista?
Da Huawei ao TikTok: A “guerra” aberta pela Administração Trump à tecnologia chinesa tem fim à vista?
Ver artigo

A decisão surge depois de a Apple já ter avisado os developers de que precisariam de licenças oficiais até 30 de junho de 2020 para cumprirem a lei estabelecida pelo Governo chinês em 2016. No entanto, a empresa da maçã acabou por estender o prazo, definindo o último dia de 2020. As licenças, que têm de ser emitidas pelo governo chinês, permitem que os utilizadores possam transferir jogos pagos da App Store ou fazer compras nesses mesmos títulos.

Já em agosto, e com as tensões crescentes entre os Estados Unidos e a China, a Apple foi notícia por ter retirado 47.000 aplicações. Na altura, a empresa da maçã perdeu a capacidade de manter jogos pagos ou aplicações com microtransações à venda, de forma antecipada, enquanto aguardavam pela aprovação das entidades reguladoras chinesas. Antes disso, a Apple cedeu à pressão do governo chinês e deixou de atualizar dezenas de milhares de jogos na App Store.

Entretanto, a Apple não reagiu aos números mais recentes divulgados pela Reuters, apesar de a agência ter entrado em contacto com a gigante tecnológica.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.