A Agência Espacial Europeia (ESA) divulgou esta semana imagens e detalhes sobre aquela que é a maior câmara digital alguma vez construída para uma missão espacial, contando com uma resolução de mais de mil milhões de pixéis.

Chama-se Gaia e vai captar imagens dos biliões de estrelas que compõem a Via Láctea, bem como de alguns astros de galáxias vizinhas da nossa, durante cinco anos, numa missão com início marcado para 2013.

O equipamento, composto por dois telescópios, conjuga 106 CCDs, versões mais avançadas dos sensores electrónicos semelhantes aos utilizados nas câmaras digitais que temos em casa, que vão funcionar como "olho super-sensível da ESA" na missão de mapeamento da galáxia, descreve a agência num comunicado online.

Cada um destes sensores, desenvolvidos pela britânica e2v Technologies, mede 4,7x6 centímetros, mas a sua espessura é inferior à de um cabelo humano.

[caption]imagem da ESA[/caption]

As peças foram cuidadosamente integradas em mosaicos com sete linhas de CCDs, deixando apenas um 1 milímetro de distância entre cada sensor, num processo de precisão classificado como um "passo-chave" pelos responsáveis pelo projecto, que levado a cabo pela Astrium France, em Toulouse.

[caption]imagem da ESA[/caption]

Dos 106 sensores, 102 estarão dedicados ao registo das estrelas, enquanto os restantes quatro verificarão a qualidade de imagem de cada telescópio e a estabilidade do ângulo de 106,5 graus entre os dois telescópios a que o Gaia recorrerá para obter imagens "em estéreo" das estrelas.

Para aumentar a sensibilidade dos sensores, será ainda necessário que o equipamento - que graças à estrutura baseada em carboneto de silício pesa apenas 20 quilos - mantenha uma temperatura de 110 graus Celsius negativos.

O mapa a três dimensões a produzir pelo Gaia deverá ajudar a revelar a composição, formação e evolução da Via Láctea, fornecendo amostras de 1 por cento das suas estrelas, estimam os cientistas. O projecto deverá também providenciar amostras de um vasto leque de outros corpos celestiais, do nosso Sistema Solar e de outras galáxias.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.